Militares promovem descontaminação no Hemocentro

Militares também farão capacitação de funcionários do Hemocentro de Brasília

A capacitação de funcionários e a descontaminação de área controlada do Hemocentro de Brasília foi realizada nesta quarta-feira (13), por militares do Exército Brasileiro, que compõem o Comando Conjunto Planalto.

Doar sangue é seguro mesmo em tempos da pandemia do novo coronavírus (covid-19). Com o propósito de deixar essa informação bem clara para aqueles que fazem da doação de sangue um ato de solidariedade ao próximo, o Hemocentro de Brasília tem buscado cada vez mais aperfeiçoar os serviços que presta à sociedade.

“Mais do que fazer a limpeza de algumas instalações e capacitar ainda mais a equipe do hemocentro, queremos dar tranquilidade àqueles que vão ao local para doar sangue. Isso é muito importante porque há grande preocupação da população com o risco de se contaminar em ambientes como hospitais e similares”, explicou o porta-voz do Comando Conjunto do Planalto, tenente-coronel Boaventura.

De acordo com a assessoria do hemocentro, a ida dos militares ao local será para a “atualização e reciclagem” dos conhecimentos que já são colocados em prática por seus profissionais.

Estoque de sangue

Atualmente o estoque de sangue do Hemocentro de Brasília está em 80%, o que é considerado “satisfatório” pela equipe. Esse quadro, no entanto, pode mudar muito rapidamente, motivo pelo qual é necessário que as iniciativas de doação não parem.

“Por isso é muito importante mostrarmos que estamos sempre atualizados. Caso contrário, muitas pessoas podem deixar de vir aqui”, disse a chefe da Assessoria de Comunicação da Fundação Hemocentro de Brasília, Tatiana Tenuto.

Segundo ela, o estoque de sangue estava muito baixo até meados de março. “Mas felizmente, após esclarecermos a população sobre algumas medidas preventivas contra o novo coronavírus – em especial ao adotarmos o agendamento para evitar aglomerações – tivemos um aumento considerável do número de doadores”, acrescentou Tatiana.

A ação de quarta foi feita no refeitório, local escolhido para a demonstração de como evitar contaminações, bem como das formas mais adequadas para procedimentos como retirada de luvas, sapatos e demais utensílios de vestuário. Os militares mostraram também alguns produtos que são usados para a limpeza e descontaminação de superfícies.

 

 

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?