Ministro anuncia desenvolvimento de vacina contra covid-19

pontes
Foto: Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações/ Fotos Públicas

Guerra de vacinas? Pela manhã, Butantan confimou a ButanVac, horas depois, Marcos Pontes anuncia a Versamune-CoV-2F

Após o Instituto Butantan anunciar o desenvolvimento, do que seria, a primeira vacina brasileira contra a covid-19, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, disse que um grupo de pesquisadores, financiados com recursos do governo federal, entrou com pedido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a realização de testes em voluntários humanos.

A vacina batizada de Versamune-CoV-2F está sendo desenvolvida pelo pesquisador e professor titular da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, Célio Lopes Silva. A pesquisa tem a parceria das empresas Farmacore Biotecnologia e PDS Biotechnology Corporation.

Agora o grupo aguarda o aval da Anvisa para a realização da fases 1 e 2 dos ensaios clínicos, que são realizados em humanos, uma etapa importante para verificar se a vacina apresenta eficácia contra o coronavírus.

Com relação ao anúncio ter sido feito horas depois do Instituto Butantan, Marcos Pontes chamou de “coincidência”. “Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Eu estava na expectativa de anunciar. Ia fazer assim que entrassem (com o pedido na Anvisa). Começaram em fevereiro a apresentar os documentos para a Anvisa. É uma coincidência que ele (governador João Dória) tenha anunciado em São Paulo”, disse.

O ministro ainda disse que a pasta vem investindo em pesquisas desde fevereiro de 2020, mas que enfrentou dificuldades para novos recursos no fim do ano. No entanto, o ministério conseguiu remanejar recursos para direcionar ao projeto coordenado pelo professor Célio Lopes Silva.

*Com informações da Agência Brasil.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?