Livres da suspeita de contágio pelo coronavírus, repatriados serão liberados neste domingo

Chegou ao fim a quarentena dos envolvidos na Operação Resgate, que trouxe os brasileiros que estavam no epicentro do surto do COVID-19 em Wuhan, na China. Todos os envolvidos na missão ficaram isolados na Base Aérea em Anápolis. Goiás. Durante a estadia, o grupo passou por exames, o último foi realizado na sexta-feira (21) e deu negativo para o novo coronavírus. Assim, os 53 envolvidos na missão serão liberados neste domingo (23).

Sem apresentar sintomas e o resultado negativo dos exames, veio a decisão de liberar o grupo quatro dias antes do tempo previsto, que seria inicialmente de 18 dias.

Cada repatriado recebeu uma declaração do Ministério da Saúde atestando estado de saúde livre do COVID-19. De acordo com a nota divulgada pelo Ministério da Defesa neste sábado (22): “Todos os hóspedes da Base Aérea de Anápolis, que permanecem com o quadro assintomático, serão transportados, neste domingo, pela Força Aérea Brasileira para nove estados do Brasil”.

Os destinos dos envolvidos na Operação Resgate são os seguintes:

Distrito Federal  – 20 passageiros, sendo 9 militares, 1 profissional do Ministério da Saúde, 1 profissional da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e 9 repatriados;
São Paulo  – 13 passageiros, sendo 11 repatriados, um militar e uma integrante do Ministério da Saúde;
Rio de Janeiro – 11 militares;
Paraná – 5 repatriados;
Santa Catarina – 4 repatriados;
Minas Gerais – 3 repatriados;
Pará – 1 repatriada;

Dois repatriados, transportados para Brasília, seguirão em voos comerciais para o Maranhão e para o Rio Grande do Norte. Um repatriado permanecerá em Anápolis (GO).

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?