fbpx

Libertadores: Palmeiras é tricampeão do torneio

Deyverson, o herói improvável, saiu do banco de reservas para marcar o gol do título

Libertadores, Palmeiras, Flamengo
Rahael Veiga comemorando o primeiro gol do Palmeiras com seus companheiros – Foto: Cesar Grecco/Palmeiras

O Palmeiras é tricampeão da Copa Libertadores da América. O Alviverde bateu o Flamengo por 2 a 1 no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, no último sábado (27). O gol que abriu os marcadores foi do meia Raphael Veiga com somente quatro minutos de jogo. Após o zagueiro Gustavo Gómez encontrar Mayke na ala direita com um lançamento milimétrico, o lateral avançou com velocidade para a área e cruzou no pé do artilheiro que chegou livre de marcação para finalizar forte e rasteiro no gol defendido por Diego Alves.

O primeiro tempo foi quase todo do Palmeiras, o qual acertou a marcação e deixou os comandados de Renato Gaúcho, que já estavam pouco inspirados, sem muito espaço para jogar. Isso porque a equipe carioca ficou o tempo todo com a maior posse de bola (66% contra 34%), mas quem criou oportunidades claras de gol foi a equipe paulista (3 a 1).

No segundo tempo, após o Rubro-Negro ter feito duas mudanças (a saída do Filipe Luís para a entrada de Renê e a troca de Everton Ribeiro por Michael), saiu o gol do empate. Aos 26 minutos, Arrascaeta tabelou com Gabriel Barbosa e deixou o atacante em ótimas condições para chutar. O camisa 9 invadiu a área nas costas do lateral Mayke e bateu com a canhota. O goleiro Weverton acabou falhando ao fechar mal o canto direito e não conseguiu evitar a igualdade no placar, que seguiu o mesmo até o fim do tempo regulamentar.

Decisão na prorrogação

Logo no início da prorrogação, o técnico português Abel Ferreira tirou Raphael Veiga e colocou Deyverson. A história se repetiu e um novo herói improvável decidiu o título para o Palmeiras. Aos quatro minutos do primeiro tempo, a zaga do Flamengo cometeu um erro fatal. David Luiz tocou para Andreas Pereira, que perdeu a bola para Deyverson. O atacante palmeirense saiu livre na cara de Diego Alves e bateu firme rasteiro. A bola ainda tocou no goleiro antes de balançar a rede, o que só deu requinte de crueldade.

Com o resultado, o Palmeiras se manteve como o melhor time da América do Sul, pois estava defendendo a faixa de campeão e alcançou o bicampeonato consecutivo e o tri da história do clube. Agora o time paulista se igualou aos rivais São Paulo e Santos no número de títulos no torneio.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?