fbpx

Em final eletrizante, Max Verstappen é o campeão de 2021

verstappen
Hamilton largou melhor e tomou a ponta no GP de Abu Dhabi. Foto: Peter Fox/Getty Images / Red Bull
  • Na última volta, Verstappen superou Lewis Hamilton e se consagrou o grande campeão da temporada

  • Polêmicas na final? Teve. A Mercedes entrou com uma reclamação dos comissários, mas a FIA não aceitou e confirmou o título

  • Lewis Hamilton liderava a prova, até que o safety car mudou a história da corrida e do campeonato

Depois de 13 anos, a Fórmula 1 voltou a ter um campeonato decidido na última volta. Em uma temporada cheia de polêmicas e reviravoltas, a final em Abu Dhabi não poderia ter sido diferente. E Max Verstappen, piloto da Red Bull, foi o grande vencedor da corrida e levou o título para o time de Christian Horner.

O holandês conquistou a pole no sábado com uma volta perfeita, e na primeira fila estava Lewis Hamilton. Muitos temiam por uma reprise do duelo entre Alain Prost e Ayrton Senna, quando eles bateram em duas decisões de campeonato em 1989 e 1990.

Agora em 2021, Verstappen e Hamilton chegaram com a mesma pontuação em Abu Dhabi, fato que aconteceu na história da F1 apenas na temporada de 1974. O holandês tinha a vantagem por ter tido uma vitória a mais e a tensão pela primeira volta era grande, e o choque quase aconteceu.

Lewis Hamilton teve um tempo de reação melhor do que Max Verstappen na largada e pulou na frente, mas o holandês partiu para o ataque e forçou a ultrapassagem e quase o toque aconteceu, o heptacampeão evitou o choque e acabou saindo da pista e cortando caminho. O inglês seguiu na frente o que gerou reclamação da Red Bull, segundo eles, Hamilton, por ter tido vantagem ao sair da pista, deveria devolver a posição, mas o piloto da Mercedes reduziu a velocidade e foi o suficiente para os comissários.

Voando baixo, Hamilton fazia volta mais rápida atrás de volta mais rápida e começava a se distanciar do rival, que por estar com pneus vermelhos, os macios, precisou entrar primeiro para os pits. Com uma distância confortável, a Mercedes chamou o inglês para a troca de pneus.

Hamilton voltou em segundo e estava a oito segundo à frente de Verstappen. O líder era Sergio Perez, companheiro do holandês, que fez bem o trabalho em equipe. 

O heptacampeão chegou para ultrapassar o mexicano e o duelo foi sensacional. Eles quase se tocaram e Hamilton conseguiu tomar a ponta, e Verstappen aproveitou para se aproximar do então líder da prova, isto porque, Perez deixou o companheiro passar.

A corrida seguia e com o domínio de Hamilton o oitavo título parecia estar próximo, a Mercedes estava com a estratégia de apenas uma troca de pneus, até que veio o primeiro safety car. Foi virtual, então, os pilotos tiveram a velocidade reduzida em 40%, nesse momento, a Red Bull apostou na troca de pneus, e a Mercedes não. E o campeonato seria decidido em uma escolha.

Faltava pouco para o fim da prova quando Nicholas Latifi bateu forte, após tentativa de ultrapassagem em cima de Mick Schumacher. Novo safety car e dessa vez, bem real.

Cinco voltas para o fim, pista em bandeira amarela, e a tensão aumentava. Naquele momento, Lewis Hamilton tinha a taça na mão. As dúvidas cresciam, será que a corrida termina em amarela, será que teremos relargada?

Três carros separavam Hamilton de Verstappen, como eram retardatários, a direção de prova mandou os pilotos irem para as posições deles, o que causou o protesto de Mercedes. Eles sabiam que com pneus velhos, o inglês não conseguiria segurar o rival, caso a bandeira verde viesse. E ela veio.

Carro recolhido, pista limpa e bandeira verde na última volta, sem diferença entre os dois rivais, Verstappen partiu para o ataque, eles quase se tocaram novamente, e o holandês conseguiu tomar a ponta para vencer a corrida e conquistar pela primeira vez o título de uma temporada emocionante, com polêmicas e muitas reviravoltas.

Claramente decepcionado, Hamilton não saiu do carro imediatamente, e ao sair, ficou isolado com a fisioterapeuta dele, e depois do acolhimento do pai, o piloto seguiu para a entrevista pós corrida.

verstappen
Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull

Max Verstappen explodiu de felicidade e pediu para a equipe: será que podemos fazer isso pelos próximos dez ou quinze anos?  

A Mercedes chegou a entrar com um protesto, na hora da corrida, Hamilton chegou a reclamar da lentidão do safety car, como se a direção estivesse forçando para acontecer a última volta, mas a FIA negou e Verstappen é o campeão da temporada. O time alemão leva o título de construtores da temporada, mas a decepção da equipe ficou evidente.

No pódio, a festa foi da Ferrari, Carlos Sainz terminou em terceiro lugar e comemorou muito o resultado. A prova marcou a despedida melancólica de Kimi Raikkonen, o piloto abandonou a corrida com problemas no carro. Sergio Perez e George Russell também não completaram, e o inglês, futuro companheiro de Hamilton na Mercedes, protestou, disse que o resultado do campeonato não era aceitável.

O último campeonato conquistado pela Red Bull foi com Sebastian Vettel em 2013, agora o time de Christian Horner tem cinco títulos na F1. Outro marco deste ano, é a primeira conquista da Honda desde Ayrton Senna em 1991 e marca a despedida da marca da categoria. Max Verstappen é o primeiro piloto holandês a vencer na Fórmula 1, o pai dele, Jos Verstappen teve passagem pela categoria e foi companheiro de Michael Schumacher, mas nunca subiu ao pódio.

Palavras do novo campeão

verstappen
Rivais até a última volta. Foto: Lars Baron / Getty Images / Red

É inacreditável. A corrida inteira eu continuei lutando e então aquela oportunidade na última volta. É incrível. Ainda estou com cãibra (na perna). É uma loucura. Esses caras (torcedores nas arquibancadas), meu equipe e, claro, em casa também mereço. Eu os amo muito e realmente gostei de trabalhar com eles desde 2016, mas este ano tem sido incrível. Finalmente um pouco de sorte para mim. Também quero dizer um muito obrigado ao Checo (Sergio Pérez), ele também estava de coração aberto. Foi um ótimo trabalho em equipe e ele é um companheiro incrível. Para a minha equipe, acho que eles sabem que os amo e espero que possamos fazer isso por 10, 15 anos juntos. Quero ficar com eles para o resto da minha vida. Espero que me deixem. Estou muito feliz. Christian (Horner) e Helmut (Marko) confiaram em mim para estar no time.O nosso objetivo era ganhar este campeonato e agora o fizemos. 

Antes da última volta, é claro, era difícil de acreditar. Mas você sempre tem que continuar acreditando; eu continuei forçando a corrida toda para tentar ficar dentro das lacunas. Isso me ajudou, eles não podiam fazer um pit de graça paramos, e pudemos porque não tive nenhuma pressão por trás. Então, no final, é claro, isso me deu a oportunidade com os pneus novos de atacar e ir para a jogada naquela última volta.

Meu objetivo quando eu era pequeno era, claro, me tornar um piloto de Fórmula 1 e você espera por vitórias e você espera estar no pódio. Eles tocam o hino nacional e um dia você espera que eles tocem o seu. e falam pra você, você é o campeão mundial, é incrível principalmente com o meu pai (Jos) e o momento especial que passamos aqui.

Ao longo de todos os anos que passamos juntos viajando para esse objetivo e então tudo se juntou na última volta. Minha equipe inteira, minha família, meus amigos, as pessoas com quem cresci no karting, eles queriam me empurrar para onde eu sou hoje e a maioria deles estava aqui. “

É incrível ver toda essa laranja aqui e em todo o mundo. Eles me apoiaram ao longo de toda a minha carreira e o apoio é simplesmente incrível. Tentei continuar pressionando e acreditando nisso, embora não parecesse às vezes acontecem milagres. 

Eu tive uma cãibra, começando a última volta. Então, toda a última volta nas retas quando eu estava acelerando, tive uma cãibra enorme na minha panturrilha. Isso não foi muito bom, mas você tem que mantê-la plana. Você não pode recuar. 

Quando começamos a trabalhar juntos (Pérez), é sempre difícil saber exatamente como vai dar certo. Checo é um ser humano incrível. É muito raro ter um companheiro de equipe assim. O que ele mostrou hoje foi um verdadeiro jogador da equipe e espero que possamos continuar assim por muito tempo. “

Lewis é um piloto incrível e um competidor incrível que tornou tudo muito, muito difícil para nós e acho que todos adoraram ver isso. Claro, as duas equipes passaram por momentos difíceis, mas acho que tudo isso faz parte do esporte e é emocionante. Todos querem vencer e hoje poderia ter sido de qualquer maneira. No próximo ano, voltaremos e tentaremos tudo de novo. 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?