fbpx

Dia de São Cosme e Damião promete aquecer a economia no DF

cosme
Foto: Ylanite Koppens/Pexels

Sindicato prevê um aumento nas vendas em 15% em comparação a 2020

O setor atacadista de doces no Distrito Federal está pronto e animado para uma das principais datas do ano: o Dia de São Cosme e Damião. Comemorado na próxima segunda, 27 de setembro, a data deve movimentar a economia e representar um aumento nas vendas em torno de 15%, em comparação a 2020, a expectativa é do Sindicato do Comércio Atacadista do DF (Sindiatacadista-DF).

“Com a pandemia, o varejo foi muito prejudicado em 2020 e os atacadistas sentiram este recuo por conta dos lockdowns. Este ano, com a retomada de aulas presenciais, na maioria das escolas, há uma tendência de movimentação neste setor de balas, doces, chocolates e afins”, afirma o presidente do Sindiatacadista-DF, Lysipo Gomide.

O presidente acredita que a tradição de São Cosme e Damião segue viva no DF, o que representa um movimento importante para o setor atacadista.“De certa forma, é nisso que estamos apostando”, disse.

A confiança do setor não é à toa. Segundo os dados do sindicato, as festividades de Cosme e Damião representam a terceira melhor época do ano para a comercialização de doces, perdendo apenas para a Páscoa e o Natal. “A data é uma prévia do Dia das Crianças, que faz do bimestre muito rentável para o setor”, conta Delvani Almeida, proprietário da Mana Leite e Mel.

Na lista dos itens mais procurados estão: balas, chicletes, suspiros, pirulitos, paçoca e pipoca doce. Para dar conta da demanda, os atacados começaram a se preparar ainda em agosto. “Estamos confiantes de que este ano será muito bom. Ano passado, o consumo foi mais contido, mas o movimento tende a crescer com a retomada das aulas. Aqui acreditamos num aumento entre 15 e 20%”, comenta Daniel Vieira, diretor da Casa do Chocolate, um dos atacadistas do setor no DF.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?