Confira o calendário de fenômenos astronômicos que podem ser observados no Brasil em 2020

Imagem: NASA

Teremos eclipses solares e lunares,  chuvas de meteoros, conjunções e oposições planetárias,  e até ocultação de Marte, que se assemelha a um eclipse, quando a Lua passará na frente do Planeta Vermelho

Se você gosta de observar as estrelas, agende estas datas  e fique de olho aqui no portal, pois vamos divulgar os melhores lugares para assistir os fenômenos  pelo Brasil afora.  Na madrugada entre 31 de março e 1º  de abril  ocorrerá a conjunção de Marte com Saturno, que é uma condição de posição em que quem olha da terra, tem a impressão de que os planetas estão quase um do lado do outro.

Já a conjunção do dia 20 de dezembro, é mais rara, ocorre a cada 20 anos e é possível  observar até mesmo sem telescópio, já que a aproximação será entre  Júpiter e Saturno, dois gigantes do Sistema Solar.

Eclipse Lunar Penumbral

Os eventos deste tipo que poderão ser vistos do Brasil,   são os do dia 05 de julho e o do dia 30 de novembro. Segundo o professor Dr Marcelo Scharppo, coordenador do projeto Astro&Física do Instituto Federal de Santa Catarina só será possível ver no Brasil a parte inicial do eclipse  de 30 de novembro pois a Lua estará se pondo quando ele começar. “Quem estiver no Norte do país, em um lugar próximo da divisa a Oeste com os outros países da América do Sul, terá a chance de vê-lo por mais tempo”, declara Scharppo.

Eclipse solar

No dia 14 de dezembro haverá um eclipse solar total que  será parcialmente visível do Brasil. Mas Scharppo destaca que os melhores locais de observação da totalidade do eclipse serão na Argentina e Chile. “No Brasil, esse eclipse será percebido de forma parcial, com a Lua escondendo apenas um pedaço do Sol. Quem estiver na Região Sul do país terá melhores condições de observar essa parcialidade, que ocultará de 60% a 70% do disco solar.” Destaca o astrônomo.

Em Brasília, a cobertura será de 20%. Scharppo destaca a importância da proteção na hora de observar o fenômeno“independentemente da parcialidade, o eclipse solar é algo perigoso de se olhar sem a devida proteção.”

Para proteger os olhos durante a observação, a opção mais econômica é comprar  um vidro de soldador tonalidade 14 em uma loja de construção ou de ferragens. Basta colocar o vidro na frente dos olhos para fazer a observação do Sol.

Scharppo também sugere como medida de segurança fazer a observação indireta, por meio da projeção de uma sombra do eclipse em uma superfície. “Isso pode ser feito com a ajuda de um físico ou de um observatório astronômico, caso haja na cidade. Em geral, esses profissionais sabem bem como montar esse sistema de observação indireto”.

Ocultação de Marte

O fenômeno ocorrerá no dia 9 de agosto, entre as 5:20 e  6:20 (horário de Brasília). “Essa é bem interessante. A Lua passará na frente do planeta Marte. É quase como se fosse um eclipse”.

Chuvas de meteoros

Popularmente conhecido como estrelas cadentes, os meteoros poderão ser vistos facilmente, principalmente em lugares mais escuros. Segundo o astrônomo, a melhor chuva de meteoros do ano será entre 13 e 14 de dezembro com uma taxa de  150 meteoros por hora.

“Basta olhar para o céu durante um longo período de tempo. O ideal é se afastar das luzes da cidade. A oportunidade estará associada a uma lua nova, que estará apenas 0,6% iluminada. Isso contribuirá muito para percebermos o fenômeno”, conclui Scharppo.

Calendário astronômico que pode ser observado no Brasil em  2020

31 de março a 1º de abril: conjunção de Marte com Saturno

05 de julho: eclipse penumbral

14 de julho: Júpiter em oposição

20 de julho: Saturno em oposição

21 de julho: eclipse solar (anular)

9 de agosto: ocultação de Marte

30 de novembro: eclipse penumbral

13 a 14 de dezembro: chuva de meteoros

14 de dezembro: eclipse solar total (no Brasil, parcial)

20 de dezembro: conjunção entre Júpiter e Saturno

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?