fbpx

Cerimônia marca centenário da conquista da primeira medalha de ouro olímpica brasileira

A primeira medalha de ouro olímpica brasileira foi com Guilherme Paraense, no tiro esportivo. Amanhã (12), os familiares do atleta, em uma cerimônia especial, receberão a medalha alusiva à conquista

A história dourada do Brasil nos Jogos Olímpicos começou a ser escrita em 1920, na Antuérpia, Bélgica. O protagonista desta história foi o Tenente Guilherme Paraense, ele venceu a competição de tiro rápido individual. Naquela olimpíada, o Brasil levaria mais três medalhas na bagagem.

Para celebrar os 100 anos da conquista da primeira medalha de ouro em Jogos Olímpicos, o Ministério da Defesa, e a Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto e também do Departamento de Desporto Militar promovem a cerimônia de ao Centenário da Conquista da Primeira Medalha de Ouro Olímpica Brasileira. A solenidade também marca a final do Campeonato Nacional de Tiro Esportivo, realizado durante esta semana.

O evento será conduzido pelo ministro da Defesa, Fernando Azevedo, e o local não poderia ser outro, a partir das 15h, no Centro Militar de Tiro Esportivo Guilherme Paraense, em Deodoro, na capital do Rio de Janeiro. 

Na ocasião, com cerimônia de descaracterização do par de cunhos, os familiares do atleta receberão a Medalha alusiva a Guilherme Parense. Haverá ainda obliteração do selo comemorativo, pelos Correios, exposição histórica, e inauguração do busto do Tenente Guilherme Paraense.

Medalha alusiva

A moeda produzida pela Casa da Moeda do Brasil conta com a assinatura de Juliana Souza e Millie Briito, designers da estatal. No anverso da moeda, está um alvo, elemento característico do tiro esportivo. Envolvendo o alvo há dois ramos de louro em alusão a vitória, e a era 2020, ano do centenário. Na parte superior, a legenda descobre a efeméride.

No reverso, a medalha traz a estilização de mira de arma de fogo. Ao redor, na parte superior, está o nome do atleta Guilherme Paraense. Na parte inferior, está a modalidade – Tiro Esportivo e o ano do acontecimento – 1920.

Após a cerimônia de descaracterização do par de cunhos, serão disponibilizadas no site do Clube da Casa da Moeda do Brasil, 90 exemplares da medalha alusiva para comercialização da população.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?