Campus Party: Brasília será o centro brasileiro da primeira edição virtual

Campus Party
Representantes da Campus e da Secretaria de Comunicação do GDF fizeram reunião virtual para estruturar estratégias e promover os alinhamentos finais. Foto: Fábio Nascimento/Agência Brasília

Em tempos de pandemia, maior evento de tecnologia e conectividade será simultâneo para mais de 50 países

A Campus Party tem novo formato, e tudo a ver com sua proposta essencial: o digital. Na edição de 2020, Brasília será a anfitriã brasileira do evento que será transmitido para vários países, simultaneamente, entre os dias 9 e 11 de julho. Em razão da pandemia de Covid-19, os organizadores do festival tiveram que repensar seu formato.

Representantes da Campus, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-DF) e Secretaria de Comunicação do GDF reuniram-se, também virtualmente, para estruturar estratégias e promover os alinhamentos finais. Outra novidade é a gratuidade em todos os espaços do evento.

A primeira edição virtual da Campus Party tem como tema principal “Reiniciar o Planeta com Boas Ideias”. Para tanto, os organizadores elaboraram uma plataforma por meio da qual os participantes terão acessos a conteúdos e serviços exclusivos, mas que também serão exibidos pelas redes sociais.

“A grande diferença para a plataforma é que os campuseiros podem estabelecer filtros ou assistir, depois, as apresentações. Funcionará como um streaming da Campus”, explicou a coordenadora de Comunicação da Campus Party Brasil, Kellen Bonassoli. “Mesmo neste momento [de crise pandêmica] eu só vejo oportunidades”, afirmou Kellen.

Além do público cativo, a expectativa é conseguir atingir mais pessoas. No formato presencial, em média, cada palco comporta 200 pessoas, enquanto não há limite de público, obviamente, no universo digital. De acordo com a Secti-DF, o tema da Campus abordará a realidade da vida pós-pandemia.

“Vamos debater empreendedorismo, tecnologia aplicada. O tema é muito importante”, adiantou o assessor especial da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Eduardo Castro.

Brasília

A escolha da anfitriã foi determinada por ser Brasília uma cidade estratégica do ponto de vista político e geográfico. Além da alta demanda da cidade, como esclareceu o gerente de Conteúdos e Comunidades da Campus Party Brasília, Thalis Antunes.

“Estamos no movimento de fomentar a Campus Party Brasília em Campus Party Brasil, pelo potencial e procura. Quando cogitamos em outro formato, Brasília apresentou-se como a melhor opção”, completou Thalis.

Sobre a Campus Party

É a maior imersão tecnológica em Internet das Coisas, Blockchain, Cultura Maker, Educação e Empreendedorismo do mundo. O evento conta hoje com mais de 550 mil campuseiros cadastrados em todo mundo.

Já produziu edições nos seguintes países: Espanha, Holanda, México, Alemanha, Reino Unido, Argentina, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Colômbia, Equador, Itália e Singapura. O evento é realizado no Brasil há doze anos.

 

 

*Com informações da Agência Brasília

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?