Busca por procedimentos estéticos não cirúrgicos crescem exponencialmente a cada ano

Procedimentos Estéticos
Créditos: FreePik/Banco de Imagens

Aumento da procura deve se a sofisticação das metodologias, que a cada ano, entregam resultados mais satisfatórios

No mercado da beleza estética, existem popularmente dois tipos de procedimentos, aqueles que exigem um cirurgião, onde é comum que sejam cirurgias mais invasivas, e aqueles onde os processos são menos arriscados, que podem ser feitos por esteticistas. A dermatologia estética tem apresentado um crescimento considerável e fornecido várias opções de tratamento, seja para pele ou corpo.  Muito do advento, deve-se a evolução tecnológica, que propicia resultados mais eficazes e satisfatórios.

Segundo a pesquisa mais recente divulgada pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), os procedimentos estéticos não cirúrgicos cresceram 390% nos últimos dois anos. O Brasil é o segundo colocado no ranking de países que mais realizam os métodos, responsável por 10% deles em todo o mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Para o dermatologista, especialista em pele há mais de trinta anos, Erasmo Tokarski, nunca houve tamanha evolução tecnológica nesta área como nas últimas décadas. “Até pouco tempo, os procedimentos estéticos se resumiam à massagem e suas derivações, o que resultava em insatisfação por muitos pacientes. Hoje, a medicina, em especial a dermatologia, tem à disposição aparelhos  sofisticados em conjunto com métodos de tratamentos manuais que proporcionam um ótimo resultado de forma minimamente invasiva,” explica o profissional

Entre os procedimentos não cirúrgicos mais procurados, estão o preenchimento por Botox e Ácido Hialurônico. Quanto às metodologias cirúrgicas, lideram a lipoaspiração e o aumento da mama com prótese de silicone.

Benefícios

Procedimentos Estéticos

Para Torkaski, uma das melhores vantagens na técnica, é que o tratamento se estende a uma continuidade das atividades diárias. Ou seja, a realização de uma aplicação de botox, depilação a laser, criolipólise, peeling e outros métodos do tipo, não interfere em nada na rotina especial, dispensando até mesmo o uso de medicamentos.

Torkaski afirmou que os tratamentos estéticos englobam todos os biótipos: desde os pacientes magros até aqueles com sobrepeso, flacidez ou manchas na pele podem receber tratamentos específicos, desde que recomendado e realizado por profissionais habilitados.

O médico ressalta ainda que há outras técnicas disponíveis no mercado para finalidades semelhantes. Contudo, tratamentos estéticos realizados por especialistas são sempre baseados em técnicas seguras, que possuem comprovação científica e são liberadas por autoridades nacionais de saúde. Por este motivo, é imprescindível a orientação do  profissional adequado antes de realizar qualquer procedimento.

Oportunidade para empreendedores

Em 2018, a expansão do mercado de beleza chegou em 13,37%. Em 1º de julho de 2018, era em torno de 770 estabelecimentos de atividade de estéticas. Em 1º de julho de 2019, o número chegava em 865. Os dados da Receita Federal consideram empresas de todos os portes, inclusive os microempreendedores individuais (MEIs).

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Emprego, Emilio Andreazza, o aumento do número de estabelecimentos voltados a tratamentos estéticos pode revelar que mais empreendimentos estão se formalizando. “Isto é um indicativo das formalizações destes tipos de negócio que auxiliam esses empreendedores na geração de trabalho e renda, no qual a Sala do Empreendedor, situada na prefeitura, pode auxiliar também outras atividades que pretendem se formalizar”.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?