fbpx

Brasileira faz ação na Alemanha para a construção de escola na África

construção
Foto: FSF

Iniciativa tem como objetivo arrecadar fundos para a construção de escola em Madagascar, África

Com o objetivo de arrecadar fundos para a construção de uma escola em Madagascar, no projeto Ação Madagascar, da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF), a voluntária Lena Stehlik, brasileira residente na Alemanha, promoveu uma ação de venda de pães de queijo no país no europeu. Foram 78 kg de pães de queijo vendidos e a iniciativa pretende continuar em três cidades alemãs e outra na Áustria.

“Já em 2020 vendemos alguns pães de queijo e os recursos foram para Madagascar. No ano passado, em dezembro, eu e outra amiga da Áustria estávamos programando participar do mercado de Natal na divisa da Alemanha e Áustria. Neste mercado, eu pretendia vender pão de queijo e decorações de Natal, já para a construção de uma escolinha em Madagascar, no entanto a Áustria entrou em lockdown, as fronteiras foram fechadas e o mercado de Natal cancelado “, relembra.

De acordo com a voluntária, duas amigas já estavam fazendo os pães e congelando, quando precisaram mudar os planos e passaram a oferecer os produtos entre amigos. De acordo com Lena, foi criado um grupo de voluntários, que já conta com cerca de 40 pessoas, o Kette der Liebe, que em português significa “Corrente de Amor”.

Na Alemanha atuam as voluntárias, Lena, na cidade de Regensburg, em conjunto com Marília, voluntária residente da cidade de Suben, na Áustria; as voluntárias Maeli e Tercilia, na cidade alemã de Passau, e na cidade de Trier, a iniciativa conta com as voluntárias Larene, Ingrid e Silvia.

“As coisas não são por acaso. Tínhamos um amigo que ficou desempregado devido a pandemia e ele começou a fazer pão de queijo. Fiz um anúncio no nosso grupo para ajudá-lo a vender. Mas ele acabou mudando para a Inglaterra, nos vendeu o polvilho e nos cedeu uma receita maravilhosa. O custo maior aqui para fazermos o pão de queijo é o polvilho”, conta a voluntária.

A intenção agora é seguir com esta ação para a construção de uma escola em Madagascar. As funções serão divididas em cada cidade com grupos para o fornecimento, a busca pela doação de ingredientes, a produção dos pães de queijo, e outros grupos que façam as vendas e as entregas.

“O público que queremos alcançar são os brasileiros e alemães. Porque os alemães também gostaram do pão de queijo. O meu marido encontra alguns amigos, leva o pão de queijo e todos adoram. Vamos escolher uma data para acontecer no mesmo período. Já conversei com uma amiga que vende produtos brasileiros on-line e ver a possibilidade de conseguir o polvilho mais barato ou doado. Usei como Slogan ‘Ééé de queijo'”.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: