fbpx

Eliminatórias: Brasil fará testes contra a Bolívia

Um dos grandes adversários da seleção será a altitude, já que a partida será contra a Bolívia, em La Paz

seleção brasileira, brasil, eliminatórias, copa do mundo, 2022, futebol, esportes
Philippe Coutinho em ação com a camisa da seleção brasileira enfrentando a Bolívia – Foto: Miguel Schincariol/CBF

Com a vaga no Mundial já garantida, a seleção brasileira irá se despedir das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 nesta terça-feira (29), a partir das 20h30 (horário de Brasília), com o intuito de testar novas peças e funções na equipe. O adversário da vez é a Bolívia, que joga em casa e terá como sua aliada os 3.600 metros de La Paz, local onde a bola irá rolar.

As equipes estão em momentos completamente distintos no torneio, pois os comandados do técnico Tite colocaram o Brasil na ponta da tabela com 46 pontos ganhos (sem o jogo contra a Argentina, válido pela 6ª rodada, e que foi interrompido após a intervenção de técnicos da Anvisa). Enquanto isso, os bolivianos não tem mais chances de disputar uma vaga no Mundial, já que estão na vice-lanterna com 15 pontos.

Levando em consideração o momento dos times, a disparidade técnica e o desempenho mostrado pelos números da classificação da Eliminatórias, a seleção brasileira é, sem sombra de dúvidas, a grande favorita. Entretanto, a altitude é um elemento que pode criar um fator novo e gerar dificuldade aos brasileiros, como disse o volante Fred, do Manchester United, em entrevista coletiva. “É mais difícil jogar [na altitude], você não pode gastar energia à toa, tem de ser inteligente, trazer a experiência para o seu lado. Estamos preparados, sabemos das dificuldades, vamos procurar fazer o melhor jogo possível, independente da altitude”.

Tite aposta em uma seleção com um ritmo de jogo mais cadenciado, sem muitas jogadas de velocidade, justamente para amenizar os efeitos que a altitude causa nos atletas. “Não teremos um time tão vertical como temos sido nos últimos jogos, porque [o contexto] não permite, é desumano, não há essa condição. Existem outras estratégias de posse de bola. Claro que não vamos conseguir colocar o mesmo ritmo, essa velocidade que empregamos nos jogos em casa ou em condições normais”.

Mundanças e desfalques

O jogo será uma grande oportunidade para jogadores que ainda não estão firmados colocarem mais interrogações na cabeça de Tite. Afinal, dois jogadores cumprem suspensão devido ao excesso de cartões, são eles: Neymar e Vinícius Júnior. Contudo, eles não serão os únicos a ficarem de fora do time principal, pois o treinador deu mostras de que pode fazer até sete mudanças na equipe titular. Segundo o último treino tático realizado no domingo (29), sairiam os laterais Danilo e Guilherme Arana, o zagueiro Thiago Silva, os meios-campistas Casemiro e Fred, e os atacantes Neymar e Vinícius Júnior para a entrada dos laterais Daniel Alves e Alex Telles, do zagueiro Éder Militão, dos volantes Fabinho e Bruno Guimarães, e dos atacantes Philippe Coutinho e Richarlison.

Escalação

Desta forma, a seleção deve ser escalada da seguinte maneira:  Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Éder Miltão e Alex Telles; Fabinho, Bruno Guimarães e Lucas Paquetá; Philippe Coutinho, Richarlison e Antony.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: