BNDES libera R$ 1,1 bi para financiar capital de giro

Dinheiro equivale a 22% de linha de capital de giro de R$ 5 bi.

A liberação de linhas de capital de giro para empresas afetadas pela pandemia de coronavírus já somou R$ 1,1 bilhão, informou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O montante equivale a 22% da linha de crédito anunciada no mês passado para ajudar micro, pequenas e médias empresas.

Esses recursos fazem parte da linha BNDES Crédito Pequenas Empresas, que atende principalmente à necessidade de capital de giro diante da pandemia do novo coronavírus. Lançada em 22 de março pelo presidente do BNDES, Gustavo Montezano, a linha tem volume previsto de R$ 5 bilhões, o que significa disponibilidade para atender ainda a mais empresas.

De acordo com o banco, 3 mil empresas tiveram acesso ao financiamento até agora, com o valor médio das operações atingindo R$ 368 mil. Das companhias beneficiadas, 82% atuam nos setores de comércio e de serviços, e 65% operam na Região Sudeste.

Os recursos estão disponíveis para empresas com faturamento anual de até R$ 300 milhões, e limite de financiamento de R$ 70 milhões por ano. Os empréstimos têm carência de 24 meses e prazo total de pagamento de até 60 meses, sem necessidade de justificar a destinação dos recursos.

A partir de maio, as fintechs – tipo de banco digital – do tipo Sociedade de Crédito Direto poderão operar a linha de crédito. O Conselho Monetário Nacional concedeu autorização para o BNDES repassar recursos às fintechs, de forma a apoiar o banco de fomento na oferta da linha emergencial.

Para ajudar os empreendedores a conseguir esses recursos, o BNDES disponibilizou um vídeos explicativos e uma página em seu site com tabelas onde podem ser encontrados os agentes financeiros credenciados que mais oferecem a linha, e a taxa média operada por setor e por estado.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?