fbpx

5 vinhos para degustar no frio

vinhos
Foto: ShutterStock

As temperaturas estão mais baixas em várias regiões do país e especialista do Wine dá dicas de cinco vinhos para aproveitar neste período

O frio, enfim, chegou. Para quem não abre mão de um bom vinho para aquecer nestes dias de baixas temperaturas, Thamirys Schneider, especialista da Wine, clube de assinatura de vinhos do mundo, separou algumas dicas de rótulos que são perfeitos para serem degustados nestes dias com cara (e clima) de inverno.

O primeiro da lista é o Trisole Nero d’Avola Syrah D.O.C. Sicília 2019, um vinho sofisticado e cheio de personalidade. Ele passa 8 meses em tanques de aço inox, quatro meses em barris e três meses em garrafa antes de ser comercializado. Fato este que agrega em complexidade e amacia o vinho. “Um autêntico exemplar da Sicília, na Itália, em um vinho macio, redondo e com boa estrutura, ótimo para aquecer em dias frios”, diz Thamirys.

Outra sugestão é o Partridge Flying Malbec 2020, perfeito para os amantes da uva Malbec, da Argentina. “Elaborado pela Viña La Perdices, este exemplar passa seis meses em barricas de carvalho francês e americano o que agrega maior complexidade e amacia os taninos. Tem um perfil fácil de beber, expressa o caráter frutado e floral da Malbec, é intenso e marcante”, explica a especialista.

Já o Doble Cuerpo Hermanos de Sangre Garnacha 2018 é um vinho de presença, autêntico e com muita personalidade. “Um vinho pensado fora da caixa, este exemplar é um blend de Garnacha de duas D.O.s (denominações de origem) espanholas diferentes: Calatayud e Manchuela, misturando dois terroirs distintos para obter um vinho único. Encorpado, com taninos macios e final persistente, ótimo para aquecer”, conta.

“Um exemplar encorpado, robusto, intenso, equilibrado e com final persistente”. Essa é a definição da especialista da Wine para o Solis Terra Plan de Dieu A.O.P. Côtes du Rhône Villages 2019, um corte clássico do Rhône, o famoso “GSM” (Grenache, Syrah e Mourvèvre). A denominação de Origem Côtes du Rhône Villages possui regras mais restritas que resultam em vinhos que exibem aromas e sabores mais distintos e concentrados. Para ter este nome no rótulo, o vinho precisa ser um blend, ou seja, a Grenache precisa estar junto com a Syrah ou a Mourvèdre, por isso, costuma-se fazer o corte das três garantindo um produto mais pigmentado, com taninos presentes que é a tipicidade da região.

Outra opção para os dias frios é o Finca Valcendon Colección 7 Parcelas D.O.Ca. Rioja Crianza 2018. Um Crianza Rioja D.O.Ca, que possui a Tempranillo como protagonista e um amadurecimento de 14 meses em barricas de carvalho francês e mais 12 meses em garrafa. “O resultado? Um vinho com aromas de frutas maduras, baunilha, cacau. No paladar é encorpado, com taninos macios e sedosos. Uma dica é deixá-lo respirar por uns 40 minutos antes de apreciá-lo”, revela Thamirys.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: