fbpx

Uma visita pelo Taste Brasília. Evento começa nesta sexta (27)

taste
Entrada do Taste Brasília. Evento acontece no Pontão do Lago Sul. Foto: Larissa Leite/Portal Contexto

Um dos maiores festivais gastronômicos do mundo desembarca na capital, Taste Festivals, e o Portal Contexto esteve presente na prévia do evento e aproveitamos para conversar com Luiz Américo Camargo, curador do festival

Brasília aparece como um dos pólos gastronômicos do país, com restaurantes e chefs reconhecidos, o mercado da capital chamou a atenção dos organizadores do Taste Festivals, reconhecido como um dos principais festivais do setor no mundo. Assim, o evento desembarca na capital para dois finais de semana com muitas atrações e claro, muitos sabores. 

O Taste Brasília mistura sabores com a presença de chefs e de casas da capital. Mas além de degustar, os visitantes terão outras experiências e vamos contar um pouco mais do que vimos na prévia exclusiva para a imprensa que participamos.

O local escolhido para o Taste não poderia ter sido outro, o Pontão do Lago Sul já reúne sabores e experiências diversas, sendo um ponto muito querido dos brasilienses que podem apenas aproveitar as margens do lago Paranoá ou embarcar em alguma aventura gastronômica em alguma casa do espaço.

Foto: Larissa Leite/Portal Contexto

Ao entrar na estrutura do evento, em poucos passos é possível se deparar com um estande que vai nutrir a habilidade na cozinha, para quem não tem muita intimidade, ou vai ser uma realização para quem ama colocar a mão na massa. O Papo de Cozinha conta com algumas bancadas, no melhor estilo reality gastronômico, e por lá, alguns chefs darão aulas para os visitantes.

Na nossa visita, a aula foi com o curador do evento Luiz Américo Camargo, conhecido por ensinar os segredos do pão caseiro e do levain, o fermento natural, que pode ser feito em casa e pode ser utilizado em muitas receitas. 

Nas bancadas, os jornalistas depararam-se com o desafio de finalizar o pão Pita, também conhecido como pão sírio ou pão árabe. Alguns colegas tiveram dificuldades e outros facilmente colocaram a mão na massa. Posso falar da minha experiência, a cozinha não é problema e já fui pegando o rolo e abrindo a massa da melhor forma. O próximo passo era verificar a temperatura da frigideira, que precisa estar quente, com tudo ok, era hora de colocar o pão na panela e ver a magia se realizando, nesta receita, o pão infla e isso é bem divertido de acompanhar.

Com o pão pronto, foi hora de experimentar e para melhorar a experiência tivemos à nossa disposição um azeite temperado. A visita ao Taste começou muito bem. Logo depois seguimos para outro estande, no caminho, foi possível ver o pessoal trabalhando forte na montagem dos espaços para receber os visitantes nos dois fins de semana de festival.

Mais alguns passos chegamos ao espaço Pit Fire, e infelizmente, a Internet ainda não tem cheiro. Por lá, o chef Tonico Lichtsztejn, do Superquadra Bar, e sua equipe estavam com a mão na massa, ou melhor, na carne! Para quem é fã de um bom churrasco, a experiência por lá é um prato cheio. Pude experimentar o arroz de costela, um prato que estará no festival e bom, vale a pena!

Arroz com costela do Chef Tonico. Foto: Larissa Leite/Portal Contexto

Luiz Américo, que conduziu a visita, contou que o Pit Fire não vai ser apenas um local para carnes ou opções vegetarianas na brasa, o espaço receberá Carole Crema para duas aulas, nos dois sábados do evento, e a chef irá ensinar a fazer duas sobremesas. Ali, o visitante não colocará a mão na massa, ou seja, será uma aula sem prática, mas com certeza vai valer a pena.

As experiências no Pit Fire e no Papo de Cozinha abrirão inscrições para o público, então, a dica é ao chegar no Taste e fazem a inscrição na aula desejada para garantir a vaga, combinado?

Saindo do Pit Fire, passamos pelo espaço da Adega. Separados em bancadas, por lá, o público poderá degustar vinhos, cervejas e cafés. Além de experimentar, serão dadas dicas de harmonização e todas as bebidas servidas no estande estão à venda no festival.

A nossa visita seguiu e passamos pelos estandes “restaurantes”, e Casa Baco, Lagash, Dom Francisco e Bloco C estão entre os expositores. Será uma oportunidade para provar novos sabores, cada casa terá em média quatro pratos, sendo um criado exclusivamente para o festival. Como Luiz Américo ressaltou, as porções têm em média 100 gramas para que o visitante possa provar vários sabores e os valores dos pratos variam de R$ 20 a R$ 40. Com a parceria do Santander, o Taste Festivals conta com um cartão próprio, então, o visitante deve seguir para um dos caixas para garantir o cartão para utilizar durante a visita.

A organização também nos lembrou que o evento é para toda a família e as crianças também terão atividades próprias. 

taste
Foto: Larissa Leite/Portal Contexto

Após passar pelos estandes das marcas parceiras, a visita terminou com um brinde nas margens do lago. A prévia do Taste deixou um gostinho de quero mais, para quem quiser conhecer mais os sabores da capital, os ingressos ainda estão à venda, mas como recomenda o curador, “não dá para bobear, talvez no segundo fim de semana falte, então, eu recomendo garantir já no primeiro fim de semana, venha e se gostar, volte, tem tanta coisa para comer, tanta aula para ver que eu acho que uma visita só é pouco”

Visita finalizada, aproveitei para conversar com Luiz Américo Camargo. Ele é o curador do Taste no Brasil, vale lembrar que o evento tem passagens por várias cidades no mundo, Londres e Paris, por exemplo. Sobre Luiz Américo, ele é um jornalista que virou padeiro, como ele mesmo disse durante a aula no Papo de Cozinha, se a farinha caiu no pé, já era, assim começa o amor pela gastronomia. 

Confira o nosso Papo de Cozinha com Luiz Américo Camargo.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: