fbpx

TST lança cartilha explicativa sobre os tipos de teletrabalho 

A publicação foi feita devido as dúvidas que surgiram sobre o tema durante a pandemia. Ela está disponível de graça no site do tribunal

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A pandemia de COVID-19 fez tem como uma das principais medidas de prevenção o isolamento social. Com isso, empresas e funcionários tiveram que se adaptar ao “novo normal” através do teletrabalho. Essa mudança causou bastante dúvida, pensando nisso, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) criou um material educativo, disponível gratuitamente no site do tribunal, para dar informações sobre o assunto. 

Na cartilha “Teletrabalho – o trabalho de onde você estiver”, o tribunal detalha os conceitos de teletrabalho, trabalho remoto, home office e trabalho externo. 

O documento esclarece, por exemplo, a diferença entre teletrabalho e trabalho externo. O teletrabalho é a modalidade na qual as tarefas são realizadas fora das dependências do empregador, podendo ser na residência ou não, e com a utilização de recursos tecnológicos. O trabalho externo é desempenhado nas ruas por motoristas, vendedores e representantes. 

Além disso, a publicação indica os prós e contras do teletrabalho, como aumento da produtividade, escolha do local para realização de tarefas e aumento de despesas com energia elétrica e água. 

A cartilha menciona a pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a qual revelou que aproximadamente 8,5 milhões de pessoas fizeram uso do trabalho remoto nos primeiros meses da pandemia. Este modelo de ofício foi atribuído, principalmente, a indivíduos que possuem cargos como os de: diretores, gerentes e profissionais das ciências e intelectuais. Os colaboradores das áreas de serviços e comércio foram os que menos se adaptaram ao teletrabalho em suas atribuições.

*Com informação de Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?