Startups transformam guarda-chuvas em máscaras em SP

Duas startups e uma ONG se uniram como um missão solidária: transformar guarda-chuvas em máscaras para doar para dois projetos sociais

A união da Quicko, startup de Mobilidade Urbana, Rentbrella, startup de compartilhamento de guarda-chuvas, e a ONG Estamparia Social, projeto de inclusão social de profissionais do sistema prisional, resultou em mais uma campanha do bem. Chamada de “Guarda + que Chuva” pretende doar mais de cinco mil máscaras reutilizáveis. 

Duas instituições que atuam na capital paulista receberão as doações. A Coletivo Arouchianos, que atende a comunidade LGBTQI+, e o Movimento Religioso Missão Belém, com pessoas em situação de rua. A máscara facial se tornou obrigatório desde o dia 7 de junho para todos os lugares públicos do estado de São Paulo (SP). 

máscarasOs guarda-chuvas disponibilizados pela Rentbrella feitos para a Quicko iam ser descartados, mas ganharam um novo destino. “Parte dos guarda-chuvas que a Quicko oferecia para as pessoas se protegerem nos deslocamentos pela cidade em dias chuvosos agora viraram máscaras para dar mais segurança para aqueles que precisam sair de casa mesmo diante do risco da Covid-19. Com a ação, queremos estimular a prevenção ao novo coronavírus, dar oportunidade de renda para profissionais que precisam e reaproveitar um material que não tinha mais uso.”, explica Pedro Somma, CEO da Quicko.

“A Rentbrella, assim como a Quicko, está transformando a mobilidade urbana da nossa cidade. Incentivamos a cultura do compartilhamento e consumo consciente, e o descarte sustentável dos tecidos dos guarda-chuvas sempre foi uma preocupação para nós. Quando nos deparamos com o projeto da Estamparia Social e a possibilidade de ressignificar os tecidos em máscaras, quisermos ajudar. Poder levar cuidado e proteção àqueles que precisam durante esse momento tão difícil, e simultaneamente apoiar uma cadeia sustentável de produção, é muito gratificante, além de ser nossa responsabilidade como empresa.” relata Nathan Janovich, CEO da Rentbrella.

“A Estamparia Social é uma empresa de impacto social que gera valores e princípios por intermédio da indústria têxtil. Participar de uma campanha como essa é um prazer, pois envolve o socioambiental, o pilar do nosso projeto. Ressignificar um produto que provavelmente seria descartado em outro que possa ser distribuído é uma honra”, diz Robson Sanchez, gestor e fundador da Estamparia Social.

As instituições

A Coletivo Arouchianos surgiu em 2016 com o intuito de promover ações socioculturais, artísticas e esportivas para a comunidade LGBT+ localizada na Praça Largo do Arouche, no Centro de São Paulo. “Neste período de pandemia, recebemos muitas solicitações de pessoas da nossa comunidade para ajudá-las com cestas básicas e kits para higiene pessoal e doméstica. Além de doarmos máscaras e álcool em gel, realizamos testes de HIV e AIDS. Recebemos mais de 460 pedidos de ajuda, agora estamos com quase 430 pessoas na lista de espera. A parceria com a Quicko representa proporcionar segurança as pessoas que atendemos e fico muito impressionado pela atitude de reaproveitar os guarda-chuvas em prol da sustentabilidade e da solidariedade”, explica Helcio Beuclair, um dos fundadores da Arouchianos.

Já o Movimento Religioso Missão Belém irá disponibilizar as máscaras doadas aos mais de 2,3 mil moradores em situação de rua que foram acolhidos pelo projeto e aos voluntários, entre eles profissionais da saúde, que vão ao encontro dos doentes e os convidam para morar nas residências do movimento. “Vejo esta parceria como de grande importância, já que poderemos investir em medicamentos e alimentos, tendo a segurança de receber as máscaras doadas pelas startups”, explica Caio Ferreira, responsável pela organização.   

Mantenha sua máscara sempre higienizada

A sua máscara precisar estar sempre higienizada. Confira, abaixo, dicas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para mantê-la sempre limpa.

1 – A máscara deve ser lavada separadamente de outras roupas;

2 – Lavar previamente com água corrente e sabão neutro;

3 – Deixar de molho em uma solução de água com água sanitária* ou outro desinfetante equivalente de 20 a 30 minutos;

4- Enxaguar bem em água corrente, para remover qualquer resíduo de desinfetante;

5 – Evite torcer a máscara com força e deixe-a secar;

6- Garantir que a máscara não apresenta danos (problemas de ajuste, deformação, desgaste, etc.), ou você precisará substitui-la;

7 – Guardar em um recipiente fechado.

* Para preparar a solução, é só diluir duas colheres de sopa de água sanitária em um litro de água.

Quais os meios mais seguros para me deslocar?

Meios de transporte que não promovam a interação direta entre as pessoas e preferencialmente que não sejam fechados. Mantendo a distância de 2m de outras pessoas, mesmo que elas não estejam com sintomas aparentes, como tosse. A bicicleta e a caminhada são as melhores opções.

Automóveis privados também são uma possibilidade. Não se esqueça de limpar as áreas em que colocamos as mãos, tanto nos automóveis quanto nas bicicletas, como volante e guidom, por exemplo.

E se eu precisar usar o transporte coletivo?

  • Procure viajar nos horários de menor movimento.
  • Use máscaras de proteção apenas se apresentar sintomas.
  • Tente sentar-se em uma área tranquila e manter uma distância de 2 metros.
  • Nos ônibus, procure deixar a janela aberta.
  • Evite apertos de mão, abraços e beijos.
  • Esteja ciente das superfícies e corrimãos em que tocar e não leve a mão ao rosto (principalmente, olhos, boca e nariz) enquanto estiver viajando ou antes de fazer a higienização das mãos.
  • Quando tossir ou espirrar, proteja a boca com a parte interna do antebraço ou com um lenço descartável.
  • Para reduzir o risco, lave as mãos ou use álcool em gel 70% antes e logo depois da viagem.
  • Não esqueça de higienizar o seu celular.
  • Caso apresente sintomas de gripe ou similar; evite ao máximo meios de transporte fechados.

Mais dicas

  • Evite pedalar ou andar de patinete em locais com grande concentração de pessoas.
  • Nos automóveis, mantenha as janelas abertas e evite contato físico caso com o motorista.
  • Quando tossir ou espirrar, proteja a boca com a parte interna do antebraço ou com um lenço descartável.
  • Após usar a bicicleta, a patinete ou entrar em táxis e similares, não toque no rosto (principalmente, olhos, boca e nariz) antes de fazer a higienização com água e sabão ou álcool em gel 70%.
  • Não esqueça de higienizar o seu celular.
Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?