Saiba como desbloquear as contas do auxílio emergencial

O procedimento pode ser feito pelo aplicativo Caixa Tem

A suspeita de fraudes levou a Caixa Econômica Federal (CEF) a bloquear milhares de contas da poupança social da Caixa, usadas para pagamento do auxílio emergencial. O presidente da CEF, Pedro Guimarães, explicou nesta quarta-feira (22) como vai funcionar o procedimento para liberação de acesso no aplicativo Caixa Tem.

Quem acessar o aplicativo Caixa Tem e estiver com a conta bloqueada terá que verificar em qual das situações se encontra: suspeita de fraude ou inconsistência cadastral. Cada caso terá uma mensagem específica e vai requerer um procedimento diferente.

desbloqueio
Mensagem que indica bloqueio da conta no Caixa Tem. Foto: Divulgação/CEF

“Temos um grupo com suspeita de fraude, [que representa] 51% das contas bloqueadas. Neste caso, o cliente precisa procurar uma agência para desbloquear.” afirmou Guimarães durante uma coletiva de imprensa.

Os trabalhadores que tiveram as contas suspensas e receberam no aplicativo Caixa Tem a mensagem: “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”.

“Não adianta procurar uma agência neste momento, se você nasceu em outubro, por exemplo, porque estamos pagando os nascidos em janeiro. Isso é importante para evitar as aglomerações, porque não vai adiantar a liberação do Caixa Tem se o depósito só será feito daqui a duas semanas, 20 dias”, destacou o presidente da Caixa.

O calendário detalhado de pagamentos do auxílio emergencial pode ser consultado no site da Caixa.

Outra parte dos beneficiários que teve a conta bloqueada não precisará ir até uma agência e poderá fazer um recadastramento online, com envio de documentação de forma digitalizada.

contas
Mensagem indicando o envio de documentos para a Caixa. Foto: Divulgação/CEF

Acesse o app do Caixa Tem e no menu “Liberar Acesso”, o usuário receberá uma mensagem dizendo: “Para finalizar a validação do seu cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp”. Em seguida, uma outra mensagem diz: “Para iniciar a conversa, clique no link abaixo e mande a palavra CADASTRO”.

O link direciona para uma janela do WhatsApp, em que os documentos pendentes serão solicitados. Segundo a Caixa, a análise deve durar cerca de 24 horas. Se a documentação enviada estiver correta, o acesso é liberado automaticamente. Caso contrário, o beneficiário deverá ir até uma agência.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?