fbpx

Ministério da Saúde lança campanha de prevenção a ISTs 

Foto: Erasmo Salomão do Ministério da Saúde

Neste sábado (8), o Ministério da Saúde lançou no Rio de Janeiro a campanha para conscientizar sobre o comportamento de risco, que eleva chances de casos de infecções sexualmente transmissíveis (IST). O foco são os jovens de 15 a 29 anos e o lema é: “usar camisinha é uma responsa de todos”, afinal o uso do preservativo auxilia na prevenção de doenças como sífilis, herpes genital, gonorreia e HPV.

Os números do Ministério mostram a importância da conscientização e das ações preventivas, uma vez que em 2018 foram registrados 158.051 casos de sífilis, sendo 62.599 em gestantes.  A taxa de detecção da doença adquirida por 100 mil habitantes passou de 25, em 2014, para 75,8 em 2018.

Ainda em 2018, foram notificados 43,9 mil novos casos de HIV, em especial em homens de 25 a 39 anos. Os casos de hepatite C foi a mais recorrente entre as hepatites, sendo mais de 45 mil casos registrados em 2018.

Com veiculação em TV aberta e fechada, rádio, Internet, cinema e mídia exterior, a campanha utiliza a linguagem da Poesia Slam – movimento popular entre os jovens que usa a batalha de poesias associadas à conscientização para gerar debates sobre temas diversos. A ideia é ampliar o acesso às informações sobre este tema, inclusive sobre as consequências trazidas pelas ISTs, para que os jovens possam tomar decisões mais assertivas na condução da prática sexual, ou seja, protegida contra doenças. Abrir mão do uso do preservativo nas relações sexuais pode expor a pessoa, bem como com quem ela se relaciona, a infecções sexualmente transmissíveis.

Distribuídos gratuitamente pelo sistema de saúde, os preservativos são o método mais simples de se proteger de várias doenças,como HIV/Aids, Sífilis, hepatites virais e até do zika vírus, além de evitar uma gravidez não planejada.

O ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, lembrou que o uso dos preservativos é constante, ou seja, o ano inteiro. “Antes era só uma campanha anual. Agora tem que ser lembrada periodicamente a cada 3 ou 4 meses, para não deixar cair no esquecimento”, pontuou.

Neste ano, o Ministério da Saúde vai distribuir, ao todo, 570 milhões de preservativos e géis lubrificantes para todo o Brasil. A quantidade representa um aumento de 12% em relação ao ano passado, quando foram enviados 509,9 milhões aos estados. Para o Carnaval, todo o país estará abastecido com 128,5 milhões de preservativos, garantindo a proteção dos foliões contra as ISTs.

*Com informações da Agência Saúde e da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?