fbpx

Fórmula 4 Brasil realiza testes em Goiânia

Goiânia
(Carsten Horst / Hyset)

Com a prova que seria realizada em Brasília adiada, os pilotos da Fórmula 4 Brasil aproveitam os dois dias de testes em Goiânia para voltar a acelerar

Três semanas depois da abertura da sua temporada inaugural, o BRB Fórmula 4 Brasil Certificado pela FIA volta a acelerar. A mais nova categoria do automobilismo nacional vai promover dois dias de testes, entre terça e quarta-feira (7 e 8 de junho), no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO). A sessão de intertemporada visa dar maior quilometragem aos competidores nesta fase de aprendizado com o carro, o novíssimo modelo Tatuus F4 T-021.

Considerada por muitos competidores como o autódromo mais seguro do Brasil e dono de excelente estrutura, Goiânia proporciona aos jovens talentos da Fórmula 4 as melhores condições para uma sessão de testes, fundamental neste momento de suas carreiras.
Os testes desta semana também têm como objetivo manter os pilotos em atividade após a rodada tripla realizada no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo. Em razão do adiamento da etapa prevista anteriormente para Brasília nos dias 2 e 3 de julho, a próxima disputa do campeonato está marcada para 30 e 31 daquele mesmo mês, em Interlagos.

Ansiedade por mais pódios

Goiânia
Pipe Barrichello Bartz no pódio em uma das corridas da 1a etapa
(Carsten Horst / Hyset)

Depois de estrear com um pódio e marcando pontos nas três corridas da etapa inicial da Fórmula 4 Brasil, no Velocitta (SP), no mês passado, o paulista Felipe “Pipe” Barrichello Bartz já não via a hora de voltar a acelerar o seu carro.

Ainda não será na segunda etapa do ano, mas nesta terça e quarta-feira (7 e 8), ele estará ao lado dos demais pilotos da categoria no autódromo internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO), participando de testes de intertemporada.

Com o adiamento da etapa prevista para Brasília, no início de julho, a Fórmula 4 Brasil só voltará à pista no final de julho (30 e 31), em Interlagos (SP). Desta forma, os testes na pista goiana serão muito importantes para os pilotos manterem-se em atividade, além de ganharem “horas de voo”, nesta fase de aprendizado e desenvolvimento do novo carro.

“A importância destes testes é gigantesca, especialmente porque eu nunca andei nessa pista e muitos pilotos já tiveram experiências lá com outros carros”, comentou Pipe, que só conhece o traçado de 3.835 metros do circuito goiano pelo simulador.

“Pelo simulador, parece ser uma pista bem técnica e divertida, de alta velocidade e com algumas curvas de baixa. Acho que vai ser um circuito que vou gostar bastante de guiar”, ressaltou o piloto, que completou recentemente 17 anos.

“Durante os treinos, vamos poder andar cerca de 250 km. Então, acredito que nos ajudará muito para apreender sobre o traçado e o acerto do carro, para chegarmos melhor preparados para a corrida em Goiânia em outubro”, completou Pipe, lembrando que o circuito receberá a quinta etapa do ano, no dia 23 de outubro.

Em sua temporada de estreia na Fórmula 4 Brasil, Pipe está correndo pela equipe Cavaleiro Sports e ocupa a quinta colocação no campeonato, com 22 pontos. O piloto conta com o patrocínio das empresas Suhai Seguradora, Pay4Fun, Copa Energia e Amaro Aviation.

 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: