Especialistas dão dicas para se preparar para o Enem

Enem
Créditos: Wilson Dias/Agência Brasil

Segundo os professores, a melhor dica é não se comparar com os outros

Ansiedade antes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma situação já vivida por muitos. Porém, o nervosismo pode ter sido potencializado neste ano de 2020, principalmente, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Para ajudar o intelecto e o organismo na hora de fazer a prova, professores recomendam que os estudantes descansem, alimentem-se bem e separem antecipadamente tudo o que precisarão levar no dia.

“Como professora, o que estou passando para os meus alunos é o que a gente conseguiu estudar, nós estudamos até sexta-feira (8). A partir de agora é organizar a caneta, a máscara, o álcool em gel. Olhar o seu Cartão de Confirmação da Inscrição do Enem para ver onde vai fazer a prova. Verificar se conhece o lugar, se sabe como chegar. Se organizar para a prova, para não deixar para a última hora”, diz a professora de português da Escola Estadual Amélio de Carvalho Baís, de Campo Grande (MS), Letícia Cintra.

Segundo o coordenador pedagógico do ProEnem, Leandro Vieira, o grande truque para driblar a ansiedade é criar a sensação de que está minimamente preparado para enfrentar o exame. Para isso, além de separar os itens necessários, a semana anterior a da prova pode ser utilizada como revisão de conteúdo. “Fazer provas anteriores, rever provas de anos anteriores, assuntos que mais caem pode gerar confiança nos alunos”, diz. As provas dos anos anteriores estão no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Enem
Créditos: Fernando Frazão/Agência Brasil

Vieira afirma que é importante que cada estudante, tenha a sua própria estratégia pessoal na hora de realizar o exame. De acordo com o coordenador, se você chegar no dia tendo consciência de como conduzir a prova, você perde menos tempo. “A gente vê muitos alunos que chegam para o dia da prova e acabam ficando muito nervosos, muito ansiosos e acabam não conseguindo se concentrar naquele momento. Importante que vá para a prova sabendo por onde vai começar”, ressaltou.

Redação

A redação deve ser a primeira a ser feita. Leandro declarou que o texto é a única prova que não é possível de se resolver de forma rápida. A recomendação é que os candidatos dediquem cerca de uma hora para composição do texto, e em seguida, resolvam as questões que possuem mais afinidade, para garantir o acerto das questões mais fáceis. Neste domingo (17) serão aplicadas as provas de redação, linguagens e ciências humanas. No dia 24, os candidatos farão as provas de matemática e ciências da natureza.

Para o professor de história do CEL Intercultural School, Rômulo Braga, a fórmula é não se comparar com os demais candidatos. Segundo ele, de formas diferentes, a pandemia causou impacto em todos os estudantes do país. “Não dá para usar a mesma métrica do ano passado. As coisas estão inconstantes e incertas. Não é saudável se adiantar e ficar ansioso em relação aos resultados. Este ano, todos terão resultados diferentes, alguns um pouco para mais e outros para menos. Ainda virão outras aplicações do Enem mesmo em 2021”, disse Rômulo.

*Com informações da Agência Brasil.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?