fbpx

Choque-Rei decide o título do Paulistão

São Paulo, Palmeiras, Paulistão, futebol
São aulo defende o título do aulistão contra o atual bicampeão da Libertadores – Foto: Rubens Chiri/São Paulo

Os primeiros 90 minutos da final do Campeonato Paulista serão disputados nesta quarta-feira (30), reunindo os mesmos rivais de 2021. A partir das 21h40 (horário de Brasília), São Paulo e Palmeiras medem forças no Morumbi, em um Choque-Rei que opõe ascensão e consistência. A partida de volta será no domingo (3), às 16h, no Allianz Parque.

São Paulo

Atual campeão, o Tricolor chega à final embalado pela série de cinco vitórias consecutivas e de sete triunfos nos últimos oito jogos. A única derrota da sequência foi exatamente para o Verdão, por 1 a 0, no próprio Morumbi, no último dia 10. No duelo, porém, os comandados de Rogério Ceni tiveram boa atuação, não deixando o tropeço influenciar a sequência da competição.

“[Houve] Uma mudança de postura do ano passado para esse. É só ver o orgulho que o torcedor tem desse time. Esses caras vestem a camisa com paixão. Eu posso não ter, talvez, os jogadores com nível de Europa, com exceção do [lateral] Rafinha e do [zagueiro] Miranda, que jogaram [lá]. O talento é importante, mas não é predominante ao desejo de vencer e de trabalhar todos os dias. O time vinha em uma situação ruim [em 2021, quando lutou contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro], mas agora mostra muito mais fome de vencer”, declarou o técnico Rogério Ceni, em entrevista coletiva promovida pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

O meia Gabriel Sara, contundido, é o único desfalque do São Paulo. A dúvida é se o zagueiro Robert Arboleda, que estava com a seleção equatoriana até terça-feira (29), terá condição de iniciar a partida desta quarta. A provável formação do Tricolor terá: Jandrei; Rafinha, Diego Costa, Arboleda e Welington; Pablo Maia, Rodrigo Nestor, Alisson e Igor Gomes; Eder e Jonathan Calleri.

Palmeiras

No Palmeiras, a palavra-chave é regularidade. O time do técnico Abel Ferreira é a única que ainda não saiu de campo derrotada no Paulista e pode ser o primeiro campeão invicto do Estadual desde o Corinthians de 2009. Seria o quarto título sem tropeços do Verdão na história da competição. A campanha chama atenção pelo torneio não ter sido a prioridade da equipe no início da temporada, ao contrário do Mundial de Clubes e da Recopa Sul-Americana.

“A verdade é que os jogadores com sede, com vitórias, fizeram uma campanha extraordinária, muito, muito consistente. Eu costumo dizer que nossa equipe é equilibrada, sabe propor, sabe ser reativa, sabe pressionar alto para rapidamente sair em transição, com uma reação muito forte à perda da bola, para aproveitar o adversário desorganizado. O mais importante é que seja um bom jogo, que ganhe a melhor a equipe e que possa ser o Palmeiras”, comentou Abel, na mesma coletiva.

O treinador tem duas dúvidas para o jogo. O goleiro Weverton lesionou a mão em um treino da seleção brasileira e o volante Danilo trata um trauma na coxa. O zagueiro Luan, contundido, é a única ausência certa. O Palmeiras deve ir a campo com: Weverton (Marcelo Lomba), Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Joaquín Piquerez; Danilo (Jailson), Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Dudu e Rony.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: