fbpx

Concursos: professor dá dicas para as provas do TJDFT

dicas
Foto: FreePik/Divulgação

As provas do concurso do TJDFT serão aplicadas no dia 22 de maio, e os concurseiros estão na reta final dos estudos. Para ajudar na preparação, o professor de Direito Constitucional do IMP Concursos Sérgio Gaúcho compartilha algumas dicas para quem busca a aprovação neste certame.

Confira as dicas do professor:

Houve alguma grande modificação em relação aos editais anteriores?

Não houve grandes alterações em relação aos editais dos concursos anteriores do TJDFT, com exceção, obviamente, da mudança da banca organizadora. A novidade que, por sinal, já era esperada, foi a inclusão do Provimento do PJE, dentro dos conteúdos de Legislação.

Além disso, as duas boas surpresas foram a existência de vagas para áreas que não eram comumente contempladas nos editais do TJDFT, como por exemplo, Administração, Serviço Social, Estatística e Arquivologia.

Com relação a banca FGV, qual a sua principal dica para o candidato.

A prova da FGV é cansativa. Costumam ser questões extensas, mas a resposta está em algumas palavras chaves. Então é muito importante que o candidato faça muitas questões da banca para se familiarizar com o estilo. Em termos de abordagem do conteúdo, considero as questões mais fáceis do que de outras bancas. Porém, se o candidato não treinar terá dificuldade em interpretar a questão e localizar a resposta com mais rapidez.

Quais as principais matérias para estudar?

Eu não defendo que o candidato deva estudar apenas as matérias principais. Todas são importantes e têm peso na prova. Cabe ao candidato, individualmente, verificar qual a sua maior dificuldade e, dentro de cada disciplina procurar uma orientação com profissional especializado. No entanto, uma disciplina que costuma ser bem difícil nas provas da FGV é a Língua Portuguesa.

Como organizar uma rotina diária de estudos que contemple todo o conteúdo até o dia da prova?

A rotina depende da quantidade de horas que cada um possui para estudar. Mas a dica base é separar todo o conteúdo e colocar metas diárias para serem cumpridas.

Como se organizar para fazer uma boa revisão? É válido usar provas anteriores?

A revisão deve ser realizada diariamente, revendo os tópicos estudados no dia anterior para ir relembrando os assuntos. Sempre antes de começar a estudar o conteúdo previsto para o dia, rever as anotações realizadas no dia anterior.

Assim, o candidato não acumula conteúdo. É fundamental montar fichas de estudos com os principais tópicos e pontos mais relevantes. É imprescindível fazer provas anteriores, mas da banca FGV. As provas dos concursos anteriores foram realizadas pelo CESPE/CEBRASPE, então, não adianta estudar por elas.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: