fbpx

Com parceria com edtech, colégio de Brasília abre as portas para a inovação 

colégio
Nathalia Kelday, da Edstation, conversa com os estudantes do colégio Marista JP II. Foto: Divulgação

O Colégio Marista João Paulo II fechou uma parceria para garantir que os estudantes acessem o universo do ecossistema inovador proposto pelas startups

A partir de agora, o ecossistema da inovação está presente na chamada do Colégio Marista João Paulo II, que fechou uma parceria com a Edstation School. A startup de educação desenvolverá atividades com estudantes do 7º ao 9º ano para que eles experimentem o universo do empreendedorismo tecnológico.

Com a parceria entre colégio e startup, os jovens estudantes poderão conhecer mais o universo das startups e propor soluções para problemas em diversas áreas, como educação, saúde, aquecimento global, entre outros. Para isso, os alunos terão à disposição o conhecimento de outros empreendedores e profissionais de grandes empresas.

“A proposta é que o estudante tenha uma jornada 100% mão na massa e, ao fim de cada módulo, as equipes entreguem uma etapa do processo de criação, validação e lançamento de uma startup”, explica a vice-diretora educacional, Luciana Winck.

Para que os estudantes possam entender melhor o que há por vir,  o Marista João Paulo II organizou um mini-hackathon – maratona de geração de ideias inovadoras desenvolvida pela escola parceira. O evento será na sexta-feira (29), das 14h às 20h.

“Embora os alunos ainda não tenham idade para abrir um negócio, desde cedo vamos preparar suas mentes para irem amadurecendo os conceitos necessários para ser bem sucedido nesse segmento. Assim eles podem planejar melhor sua preparação ao longo dos próximos anos, já com o entendimento do que precisam desenvolver para atingir seus objetivos”,  explica a fundadora da Startup, Nathalia Kelday

colégio
Foto: Divulgação

Com o auxílio de mentores do mercado, os estudantes vão trabalhar em equipes para elaborar uma solução que resolva algum dos maiores problemas globais. As ideias serão apresentadas para uma banca de avaliadores; os integrantes da equipe vencedora ganharão uma cortesia para a Escape Room do Pier 21, nova febre de Brasília. “A tecnologia está mudando o mundo, e é importante seguirmos no mesmo ritmo”, ressalta Luciana.

Edtechs marcam presença no DF

Dados do último Censo da Associação Edtech Meetup mostram que existem 68 Edtechs no Distrito Federal. Segundo a Associação, a região também possui sete startups mirins resolvendo problemas da Saúde, Educação, Aquecimento Global, Empregabilidade, Inclusão Digital e Cidades Sustentáveis.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: