Champions League: resumão da rodada da semana

PSG goleia Barcelona com show de Mbappé, Borussia sai na frente contra o Sevilla, Klopp tem respiro após derrotar o RB Leipzig e vitória inédita do Porto sobre a Juventus marcaram as quatro partidas desta semana na Champions League

Messi e Mbappé durante Barcelona x PSG
Messi e Mbappé durante Barcelona x PSG (Foto: REUTERS/Albert Gea)

O campeonato mais cobiçado pelos times de ponta da Europa voltou com tudo nas oitavas de final. Agora no mata-mata, a competição ganha novos ares de decisão. Cada erro pode ser fatal e fazer grande diferença no final dos 180 minutos – mais acréscimos. Com isso, cria-se bastante expectativa de que os craques brilhem nestes jogos decisivos e conduzam seus respectivos times a vitórias, proporcionando, dessa forma, um bom espetáculo para o público.

Barcelona x PSG

Pode-se dizer que este era o jogo da semana. Barcelona e PSG protagonizaram uma das partidas mais emocionantes da história da Champions na temporada 2016/17. Portanto, os parisienses estavam com aquela desclassificação entalada na garganta. Afinal, eles abriram uma vantagem de quatro gols dentro de casa e perderam, nos acréscimos, a partida de volta por 6 a 1. 

Contudo, o cenário quatro anos depois era totalmente diferente. Neymar, que foi um dos maiores responsáveis pela virada do time catalão na oportunidade, agora é o principal astro do PSG. Porém, o brasileiro sofreu lesão na semana passada numa partida da Copa da França contra o Caen e desfalcou o time na última terça. Sendo assim, a velha pergunta da “Neymardependência” veio à tona.

A bola rolou no Camp Nou e teve um primeiro tempo bastante equilibrado no jogo e no placar. Messi converteu o pênalti sofrido por De Jong abrindo o placar, que cinco minutos depois foi igualado por Mbappé. Ambas as equipes tiveram algumas chances de ampliar o placar, mas estavam pecando na finalização.

Mbappé: o nome do jogo

O PSG voltou a campo com uma postura diferente para a segunda etapa e já no primeiro perigo levou perigo ao gol de Ter Stegen. O francês Mbappé chamou o jogo pra si, assumiu o protagonismo e fez mais dois gols. Com isso, ele se tornou o único jogador a marcar um hat-trick no Barcelona em um mata-mata na Champions League. Com os tentos marcados, ele ultrapassou Pauleta e se tornou o terceiro maior artilheiro da história do clube.

Os parisienses ainda ampliaram a vantagem com o gol de Kean, de cabeça, após uma bela cobrança de falta de Verrati. Ou seja, o placar final foi de 4 a 1 e o Barcelona precisará de um novo milagre para se classificar e manter Messi disputando o que pode ser sua última UCL com a camisa do Barça.

RB Leipzig x Liverpool

Os ingleses estavam pressionados pela má sequência de resultados e pelo futebol mostrado nos últimos jogos na Premier League. Ou seja, a vitória era importante para retomar a confiança e voltar a flertar com as boas apresentações que viraram rotina em Liverpool. No outro lado estava o RB Leipzig, que teve que jogar em Budapeste devido a questões relacionadas a Covid-19 na Alemanha. O time foi uma das surpresas da temporada passada com um elenco muito interessante, porém suas principais peças foram vendidas no final da temporada.

O primeiro tempo foi aberto com chances para os dois lados. Alisson fez uma ótima defesa e o RB também colocou uma bola na trave do brasileiro. Em contrapartida, o Liverpool estava bem diferente e menos apático do que nas últimas partidas no Campeonato Inglês. Sendo assim, a partida foi definida no segundo tempo por erros individuais do time alemão que não foram perdoados pelo ataque do time de Anfield. 

Aos oito minutos da segunda etapa, Sabitzer recuou errado, e Salah abriu o placar. Cinco minutos depois foi a vez de Mané disparar depois da tentativa de corte errada de Mukiele e tocar na saída do goleiro. Dessa forma, o time de Jürgen Klopp saiu com uma boa vantagem do embate, tendo que perder por dois gols de diferença para ser eliminado.

Porto x Juventus

O time de Andrea Pirlo foi irreconhecível em campo. Mesmo mantendo 60% de posse de bola no jogo, só conseguiu criar chances claras de gol nos últimos 20 minutos de partida. Além disso, teve um desempenho abaixo do normal em relação ao número de passes certos, o que foi um presente para o time da casa. Com isso, o Porto fez dois gols relâmpagos, um em cada tempo, com Taremi e Marega, e garantiu a primeira vitória da equipe portuguesa contra os italianos.

Já no fim da partida, Chiesa diminuiu o placar com uma linda finalização após receber passe rasteiro de Rabiot pela esquerda. O gol deu esperanças para a Velha Senhora continuar viva no torneio em busca da tão sonhada “orelhuda”.

Sevilla x Borussia Dortmund 

O time espanhol recebeu em casa um dos times sensação da Champions League: o Borussia Dortmund. Porém, abriu o placar com Suso logo na primeira finalização do confronto. Contudo, o ataque do Borussia conta com o que seria o maior revelação dos últimos anos em seu ataque: Erling Haaland. Ainda no segundo tempo, o camisa nove serviu Dahoud que acertou um chefe no ângulo e, logo em seguida, o “Cometa Haaland” entrou em ação marcando mais dois gols e virando de vez a partida.

Na volta do intervalo, os visitantes baixaram o ritmo de ataque e marcação e acabaram levando o segundo gol numa jogada de bola parada. De Jong, que entrou justamente no lugar de Suso, aproveitou o cruzamento e diminuiu o placar para 3 a 2. Sendo assim, o Sevilla precisa vencer por dois gols de diferença, ou por um, desde que marque quatro ou mais vezes.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?