Calor no DF: A temperatura segue quebrando recordes, mas tem chances de ser amenizada no sábado

No domingo (4), uma área do Gama registrou 36,7°C nos termômetros, temperatura máxima até o momento. Segundo o Inmet, existem possibilidades da máxima ser superada nos próximos dias

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Os dias estão cada vez mais quentes no Distrito Federal. O ar-condicionado e o ventilador estão mais requisitados do que nunca, inclusive devem ser artigos em alta nas listas de compras da próxima Black Friday. Fato é que estamos sentindo o clima quente e seco do cerrado intensamente e, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), nesta semana vai ser do mesmo jeito. Hoje (5) o dia já começou com o famigerado “alerta laranja” para baixa umidade.

Desde os últimos dias de setembro o calor tem assolado o cotidiano do brasiliense. De acordo com Olívio Bahia, meteorologista do Inmet, o quadro se dá quando a região atinge temperatura até 5ºC acima da média por, no mínimo, três dias seguidos. “Isso já vem acontecendo há mais de uma semana”, afirma. A boa notícia é que no sábado (10) existe expectativa de chuva. “É apenas uma possibilidade. E não seria uma chuva muito forte, mas já causaria um alívio térmico”, contou Bahia.

Temperatura recorde

Neste domingo (4), a capital federal registrou recorde de temperatura, de 36,7°C, e de umidade do ar, cerca de 9%, em 2020. A expectativa do Inmet é de que o quadradinho ferva nesta semana e quebre os recordes atuais. A estimativa é que os termômetros marquem uma mínima de 17°C e a temperatura máxima de 37°C – próximo ao recorde histórico de 37,3ºC, registrado em 15 de outubro de 2017. Já a umidade varia de 15% a 10%.

“Até quarta-feira (7), temos altas temperaturas e baixa umidade como nos últimos dias, mas na quinta (8), o calor se intensifica um pouco mais, e na sexta (9), a temperatura máxima pode chegar a 37°C.”

E quando vem a chuva?

Geralmente, os meses de setembro e outubro são os mais tropicais do ano em Brasília. Conforme explicou o especialista “apesar de ainda ser a primavera, estamos atravessando o período de seca, e já temos altas temperaturas. Quando as chuvas começam, o calor diminui um pouco. Mas historicamente, a chuva intensa só começa na segunda quinzena de outubro.”

Alerta laranja

O alerta de baixa umidade para o DF foi emitido na manhã desta segunda-feira (5) e vai até às 20h. Os riscos são de incêndios florestais e à saúde, como ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

Veja as recomendações do Inmet para encarar este período de seca:

  • Beber bastante líquido
  • Não praticar atividades físicas
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia
  • Usar hidratante para pele e umidificar o ambiente.
  • Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que a umidade do ar esteja em pelo menos 60%, taxa bem acima da registrada na capital nas últimas semanas.

A Defesa Civil também tem algumas dicas para reduzir os efeitos da baixa umidade:

  • Evitar aglomerações
  • Manter a hidratação
  • Aplicar soro fisiológico no nariz e nos olhos para evitar ressecamento
  • Usar chapéus e óculos escuros para se proteger do sol
  • Evitar queima de lixo que podem provocar incêndios

 

*Com informações do G1

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?