fbpx

Projeto Tradição e Educação recebe estudantes do DF

projeto
Foto: Thiago Soares

Estudantes da rede pública terão a oportunidade de mergulhar na tradição e na cultura popular com o projeto do grupo Bumba Meu Boi de Seu Teodoro

Iniciativa do grupo Bumba Meu Boi de Seu Teodoro, o projeto “Tradição e Educação” realizará incursões de estudantes da rede pública do Distrito Federal ao Centro de Tradições Populares, localizado em Sobradinho. O propósito é possibilitar entretenimento, aprendizagem e vivências dessa manifestação que faz parte da cultura popular brasileira.

Com a realização do Instituto Rosa dos Ventos e do Centro, o projeto entra na sua segunda edição e ainda conta com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF.

O “Tradição e Educação” busca levar crianças do ensino fundamental para conhecer um dos berços da cultura candanga. Dentro do Centro de Tradições Populares, local que foi fundado em 1963, os estudantes poderão conhecer mais sobre a arte e as tradições populares, além disso, a intenção é fazer com que os alunos também se apropriem do espaço e deste conhecimento.

A programação prevê, inicialmente, a recepção das turmas por Mestra Maria, matriarca do grupo, seguida de uma aula de bordado e de música — para contar história do Bumba Meu Boi — ministrada por Mestre Gilvan do Vale, puxador das toadas e membro do grupo há 28 anos. Por fim, uma sessão de histórias e de cantorias com os filhos do saudoso Teodoro e detentores dos saberes da tradição, Mestra Tamá Freire e Mestre Guará Freire.

Mestre Guará conta sobre como se sente diante da proposta de seu grupo: “é uma satisfação para nós poder mostrar a essas crianças como o boi surgiu, qual é nosso enredo, falar sobre nossas indumentárias, coreografias, enfim, sobre nossas raízes. Ficamos muito alegres de poder mostrar tudo isso em nosso próprio espaço, passando nosso legado, formando novas plateias e mantendo nossa história viva”.

A presidente da Rosa dos Ventos, Stéffanie Oliveira, compartilha sua perspectiva a respeito do projeto: “entendemos essa ação como parte de uma série de iniciativas anuais que visam à manutenção do festejo e do respeito a nossa história, a nossa ancestralidade e a nossas tradições. É natural e necessário querer manter as raízes de nossa formação identitária, uma vez que sabemos de sua importância para celebrar nossa existência na sociedade. O Tradição e Educação celebra, pois, a humanidade e a coletividade por meio da arte”.

Cronograma de visitas de março:

07/03- CED 02

08/03- Escola Classe 10

09/03 – Centro Educacional 03

10/03 – Escola classe 05

11/03- Escola classe 11

14/03- CEF 04

 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: