Pesquisa da CNI revela falta colaborador qualificado na indústria

Foto: Arquivo – Agência Brasil

A pesquisa da Confederação Nacional da Indústria divulgada hoje mostra que a cada 10 indústrias brasileiras, 5 encontram dificuldade em encontrar um colaborador qualificado. Essa situação que impede a queda do desemprego no país, que no fim de 2019, afetava mais de 11 milhões de brasileiros em todo o país. Afinal, de acordo com os setores produtivos, as vagas existem, mas as empresas não conseguem preenchê-las.

O estudo da CNI Intitulada Sondagem Especial – Falta de Trabalhador Qualificado aponta que o setor de biocombustível é o mais afetado, 70% das empresas relatam enfrentar dificuldades em encontrar mão de obra qualificada. Na sequência estão: indústrias de móveis (64%), de vestuário e de produtos de borracha (empatadas com 62%), têxtil e de máquinas de equipamentos (60% cada).

A lista segue com empregados de nível técnico, que atinge 90% das indústrias que enfrentam a falta de empregados com a formação adequada. Também há escassez de qualificação nas áreas de venda e marketing (82%), administrativa (81%), engenharia (77%), gerencial (75%) e pesquisa e desenvolvimento (74%).

A falta de capacitação impacta no desemprego e na capacidade produtiva do país. As soluções propostas pela CNI: capacitação e requalificação, no curto prazo, e melhoria da qualidade da educação básica no Brasil, com prioridade para a educação profissional, no médio e no longo prazo.

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?