Novas lentes inovam o tratamento da catarata

Catarata
Estima-se que são mais de 120 mil novos casos de catarata no Brasil. A partir de gora os pacientes podem contar com um novo tratamento

O avanço das pesquisas científicas trazem uma melhoria na qualidade de vida. Uma prova é a chegada do novo tratamento para pacientes com catarata. A última novidade é a lente Tecnis Synergy Dual Tech, que combina o melhor da tecnologia multifocal (bifocal, trifocal, quadrifocal) com a tecnologia de foco estendido (EDOF). 

A nova lente proporciona visão contínua desde 33cm até o infinito com alta sensibilidade de contraste, mesmo em condições de pouca luz.

“Na cirurgia de catarata o cristalino é removido e substituído por uma lente artificial que devolvia a nitidez, melhorando a visão. Porém, essas lentes concentravam a visão em focos específicos à distância. Então, no pós-cirúrgico, o paciente continuava dependendo de óculos para leitura, por exemplo. O grande diferencial é que, com essa nova lente, o paciente não apenas restabelece a transparência do cristalino e as visões de perto, intermediária e longe, mas poderá ter visão contínua desde 33cm até o infinito e com alto contraste, importante para atividades com o computador e celular”, ressalta o oftalmologista Jonathan Lake, diretor médico do Opty. E por causa das Tecnologias CHROMALIGN™ e OptiBlue™, a nova lente ainda corrige a aberração cromática e diminui a incidência de halos, respectivamente.

No fim da semana passada as primeiras cirurgias na América do Sul foram realizadas. O procedimento foi feito no Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), que faz parte do grupo Opty. Os médicos Dr. Lake e o Dr. Takashi Hida conduziram o procedimento. A cirurgia contou com a ajuda de um Femto Laser, que proporciona incisões precisas nos olhos, reduz o tempo de recuperação e o risco de complicações.

“Até pouco tempo, para corrigir o problema, os procedimentos eram feitos todos manualmente. O médico fazia microcortes na córnea e removia o cristalino inteiro ou por facoemulsificação, liquefazendo e aspirando o cristalino. Com o Femto Laser, o cirurgião pode programar com precisão todas as etapas da cirurgia, fazendo com que elas sejam facilmente planejadas, personalizadas e executadas, reduzindo a probabilidade de erro a praticamente zero em dois ou três dias o paciente passará a enxergar perfeitamente”, explica o Dr. Takashi.

Catarata

De acordo com Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), a prevalência de catarata senil é de 17,6% antes dos 65 anos; 47,1% no grupo entre 65-74 anos e 73,3% nos indivíduos acima de 75 anos. Com o crescimento gradual da expectativa de vida no país, a estimativa, é que haja 120.000 novos casos por ano no Brasil. 

“A catarata pode causar desde pequenas distorções visuais até a cegueira. É uma patologia multifatorial, podendo ser congênita ou adquirida. No entanto, a mais frequente é o processo natural de envelhecimento dos olhos. Como a população está envelhecendo, houve um aumento da prevalência dessa enfermidade nas últimas décadas”, observa o Dr. Jonathan Lake.

Os dados da Organização Mundial da Saúde apontam que a doença é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo, o que representa cerca de 20 milhões de pessoas.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?