fbpx

Litro da gasolina fecha primeiro semestre do ano com alta de 10%

Petrobras reduz o valor do litro da gasolina e do diesel
 Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Preço do litro do etanol recua 1,98%, em relação a maio, mas já é 4,2% mais caro no fechamento do semestre

O preço do litro da gasolina fechou o mês de junho com média de R$ 7,56, 0,23% mais caro se comparado com o fechamento de maio. Já o etanol, comercializado a R$ 6,00 nas bombas de abastecimento do País, registrou um recuo de 1,98% no preço. No primeiro semestre do ano, a gasolina fechou com alta de 10% e o etanol ficou 4,2% mais caro para os motoristas brasileiros. Os dados são do último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL).

“Após o último reajuste no repasse às refinarias para a gasolina, válido desde o dia de 17 de junho, o valor do litro do combustível chegou a custar R$ 7,68, como identificamos nos dados médios do dia 22. Ainda que pequeno, o IPTL também identificou que os últimos dias do mês sinalizam um eventual recuo no preço do combustível”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

No recorte regional, o Norte e o Nordeste apresentaram aumento no preço da gasolina. O valor do litro vendido nos postos nordestinos aumentou 0,88% e fechou o período a R$ 7,71, maior aumento e a maior média entre as regiões. A Região Sul, o Sudeste e o Centro-Oeste já apresentaram recuo no preço e a menor média foi registrada nos postos de abastecimento sulistas, a R$ 7,19.

No caso do etanol, o preço médio recuou em todas as regiões, com destaque para o Sudeste, que apresentou baixa de 6,12%. Mesmo assim, a menor média foi identificada no Centro-Oeste, a R$ 5,43, com redução significativa de 4,22%. O preço mais caro para o combustível foi comercializado nas bombas do Norte, a R$ 6,26.

“Neste fechamento de mês, vale destacar que o Sudeste foi a única região que apresentou recuo em todos os Estados para o preço da gasolina e do etanol. Já o Nordeste registrou redução no valor dos dois combustíveis apenas no Piauí. Os Estados do Ceará e do Maranhão apresentaram baixa no preço, mas apenas para o etanol, no levantamento do IPTL”, complementa Pina.

Apesar da maior redução no preço (-1,19), a gasolina mais cara entre todos os Estados foi encontrada nos postos do Piauí, a R$ 8,07. O maior acréscimo no valor foi identificado na Bahia (3,20%), onde o combustível passou de R$ 7,78 para R$ 8,03. O litro mais barato foi comercializado em São Paulo, por R$ 6,99.

O preço médio mais caro para o etanol foi registrado no Pará, a R$ 6,81, mesmo com uma redução quase estável de 0,07%. O Alagoas registrou o maior acréscimo no preço do combustível entre todos os Estados, e o valor passou de R$ 6,01 para R$ 6,15. A redução mais expressiva para o etanol foi registrada em São Paulo (8,41%), que passou de R$ 5,10 para R$ 4,67.

“Houve uma mudança em relação aos combustíveis mais vantajosos para abastecimento. O etanol continua sendo a opção mais econômica para os motoristas de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e agora para os do Piauí e do Paraná também”, reforça Pina.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?
%d blogueiros gostam disto: