fbpx

Games: um canal promissor para anúncios

games

Henrique Carpigiani, comentarista de e-sports, recomenda que empresas devem explorar a publicidade em games

O mundo do marketing está acostumado a passar por adaptações e aproveitar as oportunidades que surgem junto às transformações de mídias e de cenários. É assim que as estratégias vão sendo criadas, reinventadas e realocadas, sempre com o objetivo de expandir o nome da marca e consolidar seus produtos no mercado.

games
Henrique Carpigiani. Foto: divulgação

Atualmente, a grande sacada da publicidade é a entrada no universo dos games, que bateu a marca de 67 milhões de consumidores somente no Brasil. Para , comentarista de games no Canal Work Stars, esse público de milhões de pessoas é a primeira vantagem que a empresa precisa levar em consideração para desmistificar e decidir investir. Já que ainda existe uma resistência para entrar nesta nova plataforma, talvez por acreditarem que o público seja muitoespecífico e infantil. O que na verdade é um erro, já que 47% dos gamers são mulheres, em sua maioria na faixa dos 30 anos, por exemplo.

“Há muito tempo o público de games deixou de ser formado por apenas crianças e adolescentes, hoje grande parte são adultos e que utilizam do jogo como uma forma de se distrair e descansar”.

A segunda vantagem de anúncios desse tipo é a maior facilidade de inserção em comparação às mídias tradicionais. Com o avanço da tecnologia, por meio da mídia programática, é possível fazer campanhas mais eficientes, customizando a audiência com detalhamento extremo, e assim, otimizar recursos. E com apenas uma operação exibir a campanha em vários sites e plataformas.

Para um mercado que segue em constante crescimento no Brasil, fazendo presença nos principais rankings de games com média mensal de horas consumidas por usuário maior do que de países como China e Índia, além de outros líderes do mercado global de videogames, é uma visibilidade de proporções gigantescas para as marcas.

Importante saber, também, que o mundo dos games é um universo democrático quanto ao budget disponível para publicidade e oferece estratégias tanto para pequenas empresas com recursos menores como para grandes indústrias com orçamentos maiores. Existem vários lugares e maneiras de anunciar de forma efetiva, tanto em jogos de console, aplicativos de celular, plataformas de jogos e até mesmo
campeonatos profissionais de jogos eletrônicos, os e-sports.

A transmissão desses jogos profissionais une o público virtual e físico pra assistir e torcer durante as competições. Uma audiência de 21 milhões de espectadores durante o ano de 2019, por exemplo, somente no Brasil. E para Henrique Carpigiani, muito além do tamanho do público é o engajamento dessa torcida em relação às marcas anunciantes.

“Historicamente, em modalidades como o League of Legends, os patrocinadores de times ganharam um reconhecimento e até mesmo uma preferência dos torcedores frente à concorrência. A visibilidade é muito grande, é só analisarmos os números de espectadores durante os campeonatos brasileiro e mundial”.

Mesmo que ainda exista um entrave das empresas na hora de optar por uma propaganda nos games, vale ressaltar que os resultados apresentados não decepcionam. Isso porque existem algumas características únicas nesse formato como: um link direto entre o anúncio e a compra, um usuário que está em um momento de relaxamento e por isso assiste a propaganda, além das opções em que é possível oferecer bônus no jogo caso ele aceite o anúncio.

“As oportunidades são muitas, desde participação direta em jogos que permitem isso (banner da empresa no cenário do jogo, por exemplo), campanhas em intervalos de fases ou até mesmo uma bonificação para assistir a propaganda, o que vai variar é a criatividade e o budget de cada empresa. E, mesmo após instalado o sistema de franquias no LOL, ainda existe espaço para patrocinar alguns grandes times do
cenário”.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?