fbpx

Eurocopa: Em Wembley, Itália vence a Inglaterra nos pênaltis

Após empate no tempo regulamentar e na prorrogação por 1 a 1, a decisão foi para as penalidades. O goleiro Donnarumma foi o herói da conquista ao pegar duas cobranças 

Itália, Itália x Inglaterra, inglaterra, eurocopa, euro 2020
Itália é bicampeã da Eurocopa 2020 em cima da Inglaterra em Wembley – Foto: Twitter/Reprodução

Não foi dessa vez que “o futebol voltou para casa”. Após 53 anos do primeiro título da Eurocopa, a Itália venceu o torneio e voltou a ser a campeã continental de seleções. A Squadra Azzurra tomou o gol aos dois minutos, igualou no segundo tempo e se sagrou campeã nos pênaltis (3 a 2), graças às duas defesas do goleiro Gianluigi Donnarumma.

O jogo

A grande final da Eurocopa foi realizada em Londres, em Wembley, com cerca de 67 mil torcedores no estádio. Os ingleses começaram o jogo bastante otimistas, mas não só pela vantagem de jogar em casa e fazer a primeira final na história do torneio, mas porque abriram o placar cedo. Com dois minutos de jogo, Trippier cruzou da direita e Luke Shaw pegou de primeira, do outro lado do campo, para completar para o gol, marcando o gol mais rápido da história das finais da Euro.

Um gol cedo muda completamente o contexto da partida. Sendo assim, os ingleses adotaram uma postura reativa e passaram a jogar no contra ataque dos italianos. No primeiro tempo, todas as tentativas de empate pararam nas mãos do arqueiro Jordan Pickford, um dos destaques do embate. 

Contudo, a Itália estava criando bastante e dominando as ações ofensivas do jogo, a ponto da Inglaterra fazer a segunda finalização somente aos 10 do segundo tempo. A insistência do ataque italiano exigiu duas belas defesas aos 10 e 16 minutos e resultou no gol aos 22 da segunda etapa. Após cobrança de escanteio, Verratti cabeceou e o goleiro fez boa intervenção. A bola resvalou na trave e sobrou para Bonutti, na pequena área, completar para as redes.

Disputa de pênaltis

A igualdade no placar se estendeu até o fim do tempo regulamentar e dos 30 minutos da prorrogação, com os dois times preferindo não se arriscar. Sendo assim, o campeão da Eurocopa teve que ser decidido através das penalidades.

Nas cobranças de pênaltis, brilhou a estrela dos goleiros. Donnarumma e Pickford fizeram duas defesas cada, mas quem ergueu a taça no final foi o italiano. Berardi, Bonucci e Bernardeschi converteram para a Azzurra. Kane e Maguire fizeram para a Inglaterra. Belotti e Jorginho pararam no goleiro inglês. Rashford chutou na trave, Sancho e, na última cobrança, Saka, viram o goleiro italiano decidir o campeonato. 

Itália de volta ao topo

Com isso, o sonho do primeiro título europeu da Inglaterra na história foi adiado novamente. Enquanto a Itália se sagrou bicampeã, já que faturou a primeira Eurocopa em 1968. A Azurra ressurge no futebol mundial após ficar fora da última Copa do Mundo e vira uma forte postulante ao título mundial em 2022, no Catar. A consistência apresentada nos últimos anos pode ser representadas na invencibilidade de 34 partidas, se aproximando de um recorde mundial do futebol de seleções: entre 1993 e 1996, o Brasil ficou 36 partidas sem ser derrotado.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?