fbpx

Eliminatórias: Brasil pega Argentina em revanche

O duelo será o primeiro após o vice campeonato da Copa América 2021

Brasil, Argentina, futebol, esporte, eliminatórias
Brasil e Argentina voltam a se enfrentar após decisão da Copa América – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Argentina sempre é um clássico que chama a atenção do mundo do futebol. O fato da Seleção Brasileira já ter garantido a vaga para a Copa do Mundo de 2022 não afeta o nível de rivalidade do jogo, muito pelo contrário. Afinal, a derrota na final da última edição da Copa América, em pleno Maracanã, segue engasgada. Hoje (16), às 20h30 (horário de Brasília), os rivais sul-americanos duelam pela 14ª rodada das Eliminatórias, no estádio Bicentenário, na cidade argentina de San Juan. 

Este será o grande confronto da rodada, pois a partida colocará os dois primeiros colocados das Eliminatórias frente a frente.  Invicto, o Brasil lidera com 34 pontos (11 vitórias e um empate) e tem o melhor ataque (27) e a defesa menos vazada (quatro). A Argentina também não sabe o que é derrota na disputa e aparece em segundo lugar com 28 pontos (oito vitórias e quatro empates).

Brasil

Tite conta com dois desfalques importantíssimos para o clássico desta terça-feira: Neymar (desconforto muscular) e Casemiro (suspenso). Sendo assim, a equipe titular que enfrentou a Colômbia na última semana por 1 a 0, na Neo Química Arena, em São Paulo, contará com três mudanças. Confira a escalação:  Alisson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Matheus Cunha e Vinícius Júnior.

Desta equipe, apenas quatro jogadores estiveram em campo no último embate contra os argentinos, em 10 de julho deste ano, de lembrança amarga para os brasileiros. Naquele dia, o Brasil foi superado pelo maior rival por 1 a 0, na decisão da Copa América, no Maracanã. Danilo, Marquinhos, Fred e Lucas Paquetá foram titulares no Rio de Janeiro, enquanto Vinícius Júnior entrou no segundo tempo, no lugar de Everton Cebolinha.

Argentina

Carrasco do Brasil na última final, Ángel Di Maria está confirmado para o jogo. A “boa notícia” para os brasileiros é a falta de ritmo de Messi, que se recuperou recentemente de lesões no joelho e no posterior da coxa, mas inicia a partida. Poupado na última rodada, o camisa 10 só atuou 14 minutos na vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, na sexta passada, no estádio Campeón del Siglo, na capital uruguaia Montevidéu.

Caso derrote o Brasil, a Argentina se assegura no Catar se o Uruguai, sexto colocado, não derrotar a Bolívia no estádio Hernando Siles, na capital boliviana La Paz, também nesta terça-feira, às 17h. O time de Lionel Scaloni vai a campo com a seguinte escalação: Emiliano Martínez; Molina, Cristian Romero, Nicolás Otamendi e Marcos Acuña; Leandro Paredes, Giovani Lo Celso e Rodrigo De Paul; Lionel Messi, Lautaro Martinez e Ángel Di María.

Jogo suspenso

O primeiro encontro pós-Copa América teria ocorrido em 5 de setembro, mas a partida na Neo Química Arena foi suspensa com cinco minutos de bola rolando, após Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Polícia Federal interromperem o jogo. A decisão foi tomada, segundo a Anvisa, porque quatro jogadores do time argentino foram a campo mesmo com a determinação da agência de que deveriam cumprir isolamento no hotel. Eles teriam descumprido regras sanitárias brasileiras de controle à pandemia do novo coronavírus (covid-19), segundo as quais “viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil”.

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?