Confiança do consumidor cresce 9 pontos em junho, diz FGV

comércio

Índice chegou a 71,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 9 pontos de maio para junho deste ano. Pelo segundo mês consecutivo o índice aponta movimento de recuperação dos consumidores.

Segundo Viviane Seda Bittencourt, Coordenadora das Sondagens, houve nova redução do pessimismo em relação ao futuro próximo e, desta vez, também uma discreta diminuição da insatisfação com a situação corrente.

“As expectativas em relação à economia parecem influenciadas por uma esperança de que a flexibilização das medidas de isolamento social leve a uma melhora das condições do mercado de trabalho, aliviando, assim, as finanças familiares. Ainda é cedo, contudo, para se vislumbrar uma melhora consistente do consumo das famílias”, afirma a coordenadora.

De acordo ainda com a FGV, apesar da recuperação da confiança dos consumidores nos últimos dois meses, as altas só recuperaram 44% das perdas sofridas no bimestre março-abril, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Entre as classes de renda, houve recuperação da confiança para todas as famílias, principalmente para a faixa de renda mais baixa, influenciada principalmente pela melhora das expectativas referentes às finanças familiares e de melhores condições do mercado de trabalho.

O estudo completo está disponível no site da FGV.

 

*Com informações do Portal FGV

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?