fbpx

Bando Matilha Capoeira se apresenta em escolas do Gama

gama
Roda de capoeira. Foto: Webert da Cruz

No mês da Consciência Negra, o grupo se apresenta com o Bê-a-Bá do Berimbau em escolas públicas do Gama

O Bando Matilha Capoeira, durante o mês de novembro, apresenta o espetáculo teatral: Bê-a-Bá do Berimbau. Até o dia 25 deste mês, o grupo fará 14 apresentações em sete escolas do Gama, Distrito Federal. Além dos espetáculos, os alunos dos centros educacionais serão presenteados com  mil exemplares do cordel Avá, Kalú e o Bando protetor do Cerrado. Por ter nascido no Gama, o grupo escolheu a cidade para realizar as apresentações em alusão ao mês da Consciência Negra. A intenção é proporcionar espaços para conscientização das crianças e colocar em debate temas relacionados à negritude. 

Thalisson Marinho, líder da Matilha, acredita na formação lúdica e conta mais sobre o projeto: “um dos objetivos da circulação é contribuir para o definido pela Lei 10.639, ou seja oferecer cultura e educação às crianças da rede de ensino público. Essa contribuição acontece por meio da capoeira e de outras tradições populares que trabalhamos em conjunto. Também pretendemos propiciar que essas escolas tornem-se novos pólos de difusão, por meio dos treinamentos e obras artísticas realizadas pelo Bando. Nesta edição do projeto, também conseguimos alcançar outro objetivo, atuar em escolas rurais e de ensino especiais, ampliando a perspectiva de acessibilidade do projeto”.

Devido a pandemia do coronavírus, a programação do projeto ainda ficará restrita a estudantes das escolas, mas um videoclipe será produzido e lançado após a realização dos espetáculos. 

A realização fica por conta da própria equipe do Matilha, com fomento da Secretaria de Cultura do DF pelo Fundo de Apoio à Cultura e pela Lei Aldir Blanc. O projeto conta com a parceria do Instituto Rosa dos Ventos, que trabalha com manifestações tradicionais e de matrizes afrodescendentes. A presidente, Stéffanie Oliveira, destaca a importância da contribuição: “apoiar esse trabalho como esse é plantar uma semente para ser colhida em um futuro muito breve. Nossos pequenos já são pessoas absolutamente capazes de transformar sua realidade hoje, seja brincando capoeira, seja recitando um cordel, seja reconhecendo nossa negritude”.

Circulação do Bê-a-Bá do Berimbau

Datas e locais confirmados:

  • 04/11- Escola Classe Córrego Barreiro;
  • 08/11 – Centro de Ensino infantil 01 do gama
  • 11/11- Escola Classe 28 do Gama;
  • 18/11- Centro de Ensino Especial 01 do Gama;
  • 23/11- Centro de Ensino Fundamental Tamanduá;
  • 25/11- Centro Educacional 06 do Gama.

 

 

 

 

 

 

 

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?