DF: Assistentes Sociais entram em greve no dia 4

greve
A assembleia aconteceu em duas modalidades: presencial e online. Foto: Sindsasc

Servidores votaram pela suspensão do trabalho. Os assistentes sociais querem ser incluídos nos grupos prioritários da vacinação contra a covid-19

A vacinação no Distrito Federal (DF) começou no dia 19 de janeiro, com a chegada do primeiro lote imunizante do Butantan. Até então, o DF já recebeu, segundo a secretária de Saúde, 125.160 doses da vacina do Butantan e 41,5 mil doses da Covishield, desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca. Mais de 33 mil pessoas já foram vacinadas. No entanto, profissionais, como os assistentes sociais questionam a exclusão da categoria nos grupos prioritários.

Por isso, a categoria votou pela paralisação das atividades. A decisão foi tomada durante a assembleia realizada hoje (28) pelo Sindicato dos Servidores da Assistência Social e Cultural do GDF (Sindsasc).A greve está prevista para começar no dia 4 de fevereiro.

De acordo com a entidade que representa os servidores, a assistência social é um serviço essencial e que os profissionais estão atuando de forma presencial durante toda a pandemia.

A categoria voltará a se reunir no dia 4, próxima quinta-feira, e o sindicato entende que a greve poderá ser suspensa caso o Governo do DF inclua os servidores na campanha de vacinação contra a covid-19. 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?