A partir da próxima segunda, brasiliense pagará mais caro por passagens de ônibus e metrô

O Governo do Distrito Federal anunciou hoje (9) os reajustes nas tarifas do metrô e do ônibus. O acréscimo proposto pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) é de 10%, com isso o brasiliense deverá pagar até R$ 0,50 a mais no preço das passagens. Os novos valores devem começar a valer a partir da próxima segunda (13).

O último reajuste de ônibus aconteceu em 2017, e o cálculo da Semob foi feito abaixo da inflação do período que passa dos 10%, sendo assim, o GDF arcará parte do valor da passagem em forma de subsídio.

De acordo com Valter Casimiro, secretário da Semob, “O governo optou por não colocar todo esse reajuste [no valor da passagem] porque daria impacto grande aos usuários do sistema. A principal linha, que é a de integração, tem tarifa hoje de R$ 5 e passará para R$ 5,50, representando um acréscimo de 10% na passagem. A diferença, de 6,19%, o governo arca com subsídio para tarifa-técnica”.

O GDF reconhece que é preciso melhor o serviço ofertado para a população e espera a troca de 700 ônibus para melhorar o sistema de transporte. Outra ação é a aquisição de mais de 100 ônibus para aumentar a oferta ao usuário.

Como ficam os valores das passagens:

Tarifa usuário – valores atuais
Circular interna – R$ 2,50
Ligações curtas – R$ 3,50
Metrô/longas/integração – R$ 5

Tarifa usuário – novos valores
Circular interna – R$ 2,75
Ligações curtas – R$ 3,85%
Metrô/longas/integração – R$ 5,50

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?