TST: greve dos Correios está encerrada 

correios
Movimento no Centro de Tratamento de Encomendas dos Correios, em Benfica, Rio de Janeiro. Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou, no fim desta segunda-feira (21), que a paralisação dos funcionários dos Correios deve ser encerrada. Sendo assim, as atividades devem ser normalizadas a partir desta terça-feira (22).

Durante a tarde de hoje, o tribunal julgou o dissídio da greve e por maioria dos votos, os ministros entenderam que a grave não foi abusiva. Contudo, os trabalhadores terão desconto de metade dos dias parados e o restante deverá ser compensado. A greve começou no dia 17 de agosto.

Ainda de acordo com a decisão de hoje à tarde, apenas 20 cláusulas previstas no acordo anterior deverão ser mantidas e o reajuste de 2,% foi mantido.

Categoria protesta

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect) afirma que a categoria cruzou os braços em protesto contra a possível privatização da empresa e pela manutenção dos direitos trabalhistas. 

Os advogados da categoria, durante a audiência, reforçaram que os Correios não estão passando por dificuldades financeiras e que a empresa está retirando os direitos conquistados pelos trabalhadores.

Representantes dos Correios destacaram que o caixa da empresa pública foi afetado durante a pandemia e por isso não seria possível manter as cláusulas do acordo anterior. 

*Com informações da Agência Brasil

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?