fbpx

Rafael Prudente é reeleito presidente da CLDF

Foto: Figueiredo/CLDF

Na manhã desta terça-feira (15), os deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) realizaram a votação para a Mesa Diretora do próximo biênio. Rafael Prudente (MDB) e Delmasso (Republicanos) concorreram à reeleição da Casa. Os parlamentares receberam 21 votos e vão continuar nos cargos de presidente e vice-presidente da CLDF. 

Os deputados Reginaldo Veras (PDT) e Leandro Grass (Rede) formaram a chapa opositora, mas eles receberam apenas dois votos.

Prudente aproveitou para destacar as conquistas do último mandato e se comprometeu a aumentar o controle fiscal na condução da Casa, “Vamos devolver mais de R$ 130 milhões de reais aos cofres públicos nesse biênio”, destacou.

Já o vice-presidente eleito, o deputado Dalmasso, destacou o sucesso no Fascal, o fundo de assistência à saúde da CLDF, que recebeu críticas durante o ano, mas segundo o parlamentar, o fundo termina 2020 com superávit de R$ 10 milhões, além da aprovação de 75% da população.

Mesa Diretora

A reeleição da presidência também irá reconduzir outros nomes para cargos da Mesa Diretora. Iolando Almeida (PSC) segue na Primeira Secretaria e Roberto Negreiros (PSD), na segunda. A Terceira Secretaria terá um novo nome, o deputado do Avante, Reginaldo Sardinha. 

A recondução de parlamentares integrantes da Mesa Diretora é uma novidade na CLDF, isto porque a medida, emenda à Lei Orgânica, foi aprovada no final de novembro de 2019.

Por unanimidade, Fernando Fernandes (PROS) foi eleito para a Ouvidoria e Hermeto (MDB) irá assumir a Corregedoria da Casa.

Painel de votação para a Mesa Diretora da CLDF. Os deputados podiam votar 1 (Rafael Prudente), 2 (Reginaldo Veras) ou se abster, 9.

Oposição

Mesmo sendo oposição ao governo, a deputada Arlete Sampaio (PT) disse que o partido optou em dialogar com a “Mesa Diretora”, e votou em Rafael Prudente. 

A única abstenção foi do do deputado Fábio Felix (PSOL), ele ainda lembrou que não votou pela reeleição discutida no ano passado. Júlia Lucy (Novo) também não apoiou a proposta de reeleição, mas votou pela chapa do atual presidente da Casa.

 

*Com informações da CLDF

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?