fbpx

Projeto da UnB realiza meditação gratuita e remota

meditação

Os encontros são realizados pela plataforma Google Meet, todas as segundas, às 18h

A meditação é uma prática que ajuda a controlar os níveis de ansiedade e de estresse. E em tempos de incertezas, meditar é um caminho importante para ajudar na saúde mental. Pensando nisso, a Universidade de Brasília lança o projeto FACVIDA – Vivenciando a meditação e o autocuidado.

Para ser mais democrático, os encontros são remotos e acontecem todas às segundas-feiras, às 18h. As práticas são transmitidas pela plataforma Google Meet,  https://meet.google.com/qge-watt-yxn. 

O projeto FACVIDA foi idealizado pelas professoras Ellis Regina Araújo e Emília Silberstein em resposta ao convite feito pela Direção da Faculdade de Comunicação (FAC), que convidou a comunidade a pensar soluções para promover a saúde mental.

A professora Dione Moura, Diretora da FAC-UnB, acredita que “é fundamental que nós, comunidade acadêmica, tenhamos em espaços como o FACVIDA um suporte de fortalecimento e restauro individual e coletivo diante do cenário desafiador da pandemia. A Faculdade tem priorizado ações de micro e macro de suporte à saúde mental, sempre em articulação com a Diretoria de Saúde Universitária (DASU), como fazemos agora com o FACVIDA. Participar do FACVIDA é uma forma de autocuidado e de cuidado coletivo, fundamental nesse momento.”

A coordenadora do projeto, a professora Ellis Regina, conta que o FACVIDA irá ensinar diferentes práticas de meditação e estimular o cuidado, concentração e atenção plena. “A vida universitária muitas vezes é estressante e provoca ansiedade, pois se configura, em alguns casos, em um ambiente exigente e competitivo. A pandemia traz riscos à saúde mental, por isso a importância das práticas meditativas para as relações pessoais e sociais e para a saúde física e mental”, conclui. 


*Com informações da UnB Notícias

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?