João Carlos Martins realiza dois concertos em SP

joão
Foto: Fernando Mucci


Maestro João Carlos Martins realiza os dois primeiros concertos do ano no Teatro Gazeta, em São Paulo. Apresentações serão presenciais com ingressos gratuitos

Nos dias 23 e 24 de fevereiro, o maestro João Carlos Martins abre a temporada de concertos da Bachiana Filarmônica SESI-SP. Com apoio da Lei de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, as apresentações serão presenciais e gratuitas, no Teatro Gazeta.
Os números do maestro em 2020 foram impressionantes. Ele realizou mais de 30 lives e com uma audiência expressiva, 1.750 milhão de visualizações.
Sem contar as 33 milhões de visualizações com o vídeo de Martins tocando Mozart ao piano com novas luvas biônicas.
Para 2021, a agenda começa nesta semana com duas apresentações, que terão os mesmo repertório de 2020, mas a novidade será a presença de novas vozes no solo. No dia 23 de fevereiro, o tenor Jean William estará no palco e no dia seguinte, será a vez da atriz e cantora Maria Clara Mascellani.
O concerto se inicia com o compositor italiano do período barroco Alessandro Marcello e seu Oboé Concerto – depois transcrito por J.S.Bach para o cravo – com a participação dos solistas Peter Apps (oboé) e Bruno Lourensetto (Trompete Piccolo).  As Quatro Estações, mais famosa das obras de Vivaldi, exemplo revolucionário da música barroca italiana, será representada em dois de seus movimentos: Primavera, com solo de Felipe Santarelli (violino), e Inverno.
O repertório segue com o Prelúdio, primeiro movimento das Bachianas Brasileiras nº 4, composta por Heitor Villa-Lobos entre 1930 e 1941 originalmente para piano, que em 1942 ganhou uma transcrição para orquestra.
Originalmente gravada pela cantora canadense Celine Dion em dueto com o tenor italiano Andrea Bocelli, The Prayer, do produtor musical, compositor e arranjador canadense David Walter Foster e Carole Bayer Sager, para o filme A Espada Mágica – A Lenda de Camelot, será interpretada pelo tenor Jean William no primeiro concerto e por Maria Clara Mascellani no segundo. O revezamento de repete em Hallelujah, de Leonard Cohen – canção incluída em trilhas sonoras de filmes como Shrek, originalmente composta em compasso 12/8 e em dó maior, traz em sua progressão harmônica na primeira estrofe de sua letra uma referência metamusical: goes like this, the fourth, the fifth, the minor fall, and the major liftI (segue com dó, fá, sol, lá menor e fá). Em Carinhoso, composição de Pixinguinha e considerada nosso “segundo hino nacional”,novamente Jean e Maria Clara se alternam no solo.

Agora ao piano, Martins executa um dos marcos do nuevo tango, a Balada para un Loco, resultado da frutífera parceria ente Astor Piazzola e o poeta uruguaio Horácio Ferrer, lançada em 1969 na voz da cantora Amelita Baltar no Festival de Buenos Aires de la Canción y la Danza.

Ainda ao piano, com o auxílio de um violino, Martins brinda a plateia com o tema principal da lírica trilha composta por Nigel Hess e que lhe rendeu uma indicação ao Classical BRIT Awards de Melhor Compositor de Trilha Sonora, Ladies in Lavender. Para o encerramento de cada noite de concerto, a canção popular italiana Bella Ciao.
Teatro Gazeta
Av. Paulista, 900 – São Paulo – SP
Duração: aprox. 80 minutos
Classificação etária: Livre – Menores de 15 anos de idade deverão estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais.
INGRESSOS GRATUITOS
Bilheteria do Teatro: de terça-feira à domingo, das 14h até o início do último espetáculo
Ingressos para pessoas com deficiência (PCD) disponíveis na bilheteria do teatro. As apresentações contarão com intérprete de libras e audiodescrição.
Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?