fbpx

Impasse na segurança pública? GDF comemora o funcionamento 24h das delegacias e Sinpol-DF pede o aumento do efetivo

Foto: Foto Joel Rodrigues/ Agência Brasília

Desde de 2019, as delegacias do Distrito Federal (DF) estão funcionando 24 horas para o registro de ocorrências. O governo comemora pois essa mudança teria melhorado os resultados da Polícia Civil, além de reafirmar a reabertura dos plantões ininterruptos faz parte do plano SOS Segurança do GDF, promessa de campanha do governador Ibaneis Rocha. No entanto, o Sindicato dos Policiais Civis do DF alerta para a falta de efetivo nas unidades e como esse déficit coloca os policiais e a população em situação de risco.

Na segunda-feira da última semana (27), na Ceilândia, esse perigo ficou evidente. Uma ocorrência de roubo de veículos registrada na 15ª Delegacia de Polícia (DP), no centro da Ceilândia, colocou os policiais em risco, houve troca de tiros entre policiais e uma dupla de suspeitos, sendo que um foi ferido e assim, encaminhado ao hospital. O segundo envolvido foi detido, e o procedimento foi seguido, após passar pela delegacia, ele foi encaminhado ao IML e, por fim, à carceragem da Polícia Civil do DF (PCDF).

O que o sindicato, que afirma que as delegacias seguem funcionando com metade do efetivo necessário, ainda destaca que  nesse ocorrido, apenas um policial teria feito a escolta do preso ferido no Hospital da Ceilândia, quando, o recomendado é ter no mínimo três agentes.

De acordo com o Sinpol-DF, é necessária e urgente a adoção de medidas administrativas visando garantir melhores condições de trabalho, o que tende a refletir diretamente na prestação de um serviço de melhor qualidade à população. Na Segurança Pública, a falta dessas condições de trabalho e de protocolos gera risco de morte não só aos policiais civis, mas também à população que procura esses serviços nas unidades da PCDF. O sindicato já oficiou a Direção da PCDF, a SSP e o governador Ibaneis Rocha (MDB), comunicando os fatos e solicitando providências urgentes.

Segundo o GDF, as equipes de plantão estão sendo reforçadas por policiais civis de folga que prestam serviço voluntário e recebem R$ 50 por hora trabalhada – o limite são 60 horas/mês para cada policial. Todas as delegacias receberam incrementos de efetivo.

 

*Com informações da Agência Brasília

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?