Escola aposta na gestão participativa para potencializar dialógos no ambiente escolar

escola
Encontro presencial realizado em 2019. Foto: divulgação

Escola do DF aposta na proximidade com as famílias e alunos para vencer os desafios da pandemia da Covid-19

A pandemia da Covid-19 mudou uma série de paradigmas. No ensino, as escolas precisaram se adaptar e criar ambientes virtuais para seguir educando os alunos. Com a liberação das aulas presenciais, os desafios continuam, e uma das estratégias para superar o cenário de incerteza foi a proximidade com as famílias.

A gestão participativa, que aproxima escola e família, é a aposta do Colégio Marista João Paulo II. Desde 2019, a escola conta com o Conselho de Pais Maristas, que além dos pais e responsáveis, inclui estudantes e os gestores da instituição.

No ano passado, os gestores entenderam que era preciso estar ainda mais perto das famílias, para dar o suporte necessário e entender quais os melhores caminhos para a educação dos alunos. 

O novo modelo vem sendo bem avaliado, pois a gestão participativa abre um canal para debater, conversar e partilhar assuntos ligados à educação. Os momentos de escuta com os pais do Conselho possibilita novas visões e trazem sugestões importantes de melhoria.

O vice-diretor educacional e coordenador do projeto estratégico, Luiz Gustavo Mendes, avalia que “é visível o impacto positivo na vida das crianças e dos adolescentes quando os pais acompanham de perto seu desenvolvimento escolar. Por esse motivo, o Colégio acredita na importância de atuar em parceria com as famílias, alinhando os objetivos para proporcionar ao estudante a tranquilidade e a segurança necessárias para a aprendizagem adequada”.

Os encontros do Conselho se tornaram mais frequentes durante a pandemia e um dos temas mais relevantes é a aprendizagem dos alunos no ensino remoto. Outro assunto é com relação aos protocolos de segurança adotados para o retorno do ensino presencial. 

Conselho acompanhou de perto os protocolos de segurança adotado pelo Colégio. Foto: divulgação

“Antes de retornarmos com as aulas presenciais e com o Colégio todo ambientado, preparado e seguindo as orientações do protocolo, nós abrimos os ambientes escolares para os conselheiros visitarem, após 6 meses de escola fechada, e acompanharem as medidas adotadas pela instituição para receber os estudantes de forma segura e cuidadosa”, finaliza Mendes.

 

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?