Eleições municipais podem acontecer em 15 de novembro ou 1º de dezembro

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

Nesta quinta-feira (21), Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, voltou a falar da possibilidade do adiamento das eleições municipais, que, pela Constituição Federal, estão previstas para outubro. Na terça-feira (19), foi criada uma comissão mista com deputados e senadores para debater a questão, sem a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores.

Duas datas para a realização das eleições municipais estão sendo discutidas, segundo o presidente da Câmara, se fala em 15 de novembro ou 1º de dezembro. Ainda de acordo com Maia, a proposta formulada pela comissão mista deverá ser analisada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e depois, o texto poderá seguir para votação nas duas casas. 

Por conta do coronavírus, o recesso parlamentar, na Câmara e no Senado, deverá ser suspenso. Maia acredita que os trabalhos presenciais podem retornar em julho, no entanto, a volta depende da taxa de contaminação. Sendo assim, as votações na casa seguem sendo realizadas de forma remota.

Auxílio Emergencial

Nesta quinta, o presidente ainda abordou a possibilidade de estender o auxílio emergencial de R$ 600, destinado aos trabalhadores informais e outras pessoas em situação de vulnerabilidade. 

De acordo com o presidente, o auxílio foi fundamental para diminuir o impacto da crise nas famílias brasileiras, mas é necessário saber onde buscar recursos. “De onde vamos tirar dinheiro? Vamos debater para ter uma proposta e levar ao governo para que a gente encontre, pelo menos, parte desses recursos na estrutura de gastos que estão mal alocados. Temos que tomar cuidado”, ressaltou.

*Com informações da Agência Câmara

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?