Educação Pública: DF melhora desempenho no Ideb

Os resultados mais relevantes foram os do  Ensino Médio, que subiu 0,6 na nota após anos estagnado. Língua Portuguesa e Matemática foram as matérias em alta

Nos dias de hoje, a educação pública para muitas pessoas virou sinônimo de greve, falta de estrutura e qualidade de ensino. Quem pensa assim tem lá sua parcela de razão, afinal, se vêem muito mais matérias e reportagens denunciando pontos como os citados acima do que elogios. Até por isso, a comparação que saiu recentemente entre os resultados dos dois últimos Ideb´s (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) são motivos de comemoração.

A rede pública do Distrito Federal apresentou crescimento no Ideb de 2019 para o Ensino Fundamental e para o Ensino Médio, em comparação ao anterior, de 2017. O destaque foi para o Ensino Médio que passou de 3,4 para 4,0 no indicador que faz um diagnóstico da qualidade da educação pública e privada no país.

Os estudantes desta categoria aperfeiçoaram o rendimento nas provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Em Língua Portuguesa, o aproveitamento subiu de 261,77 para 279,05. Em Matemática, a nota saltou de 263,71 para 276,57. 

O secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, se mostrou otimista em relação aos resultados e justificou a aumento do desempenho.“Estamos avançando e o Ideb mostra isso. Houve crescimento em todas as etapas, principalmente no Ensino Médio, há anos estagnado. O resultado se deve às políticas públicas que estão sendo promovidas”.

Cruz ressalta que nesta etapa houve um empenho muito grande da Secretaria de Educação e dos gestores escolares em aumentar a participação dos estudantes nas provas do Saeb. Esta mobilização gerou mais engajamento dos alunos, que por estarem em maior número, proporcionaram um quadra de análise de desempenho mais fiel a realidade. “A expectativa é que o Novo Ensino Médio, em fase de implementação, melhore ainda mais os níveis dos resultados nas próximas edições”, finalizou.

Nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o Ideb passou de 6,0 para 6,1. Nos anos finais, foi de 4,3 para 4,6. Quanto às proficiências , houve melhoria no desempenho em Língua Portuguesa para os anos iniciais e estabilidade para os anos finais. Em Matemática, a nota aumentou para ambos.

Na opinião do secretário-executivo, professor Fábio Sousa, o resultado conquistado pela rede pública de ensino do DF no Ideb 2019 comprova o profissionalismo e a competência dos professores da SEEDF. “As notas alcançadas pelos nossos estudantes são o retrato do trabalho desempenhado pelos profissionais da área. A Educação Pública de qualidade é realidade pela dedicação e comprometimento de cada um deles”.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?