Dia do Estagiário: cursos gratuitos para eles que também foram afetados pela pandemia

A capacitação constante também vale para quem é estagiário. No dia deles: uma dica de cursos para contribuir na formação profissional. Vamos contar também como a pandemia afetou a rotina deles

O Dia do Estagiário é comemorado no dia 18 de agosto, nesta data em 1982 foi publicado o decreto que regulamentou a contratação de estudantes por empresas. O estágio é o primeiro degrau do mercado de trabalho e para seguir subindo, a capacitação é fundamental.

Para celebrar a data e contribuir na formação dos estudantes, a Super Estágios disponibiliza, durante o mês de agosto, cursos qualificação profissional online e gratuito. Entre as aulas, os interessados podem escolher entre: Marketing Pessoal e Empregabilidade, Operador de Inteligência Artificial e Operador de Mídias Sociais.

O acesso pode ser feito pelo site, sendo necessário o cadastro: https://www.superestagios.com.br 

A diretora da Super Estágios, Samanta Barreto acredita que a iniciativa vem muito a acrescentar para o jovem que é rápido e dinâmico. “Os cursos agregam conhecimento e chances de aprendizado para os jovens. Oportunizar a qualificação é uma ótima maneira de reconhecer o valor dos estagiários, além de ressaltar a importância dessa mão de obra para o país”, defende.

A pandemia e os estagiários

O coronavírus também mudou a vida dos estagiários. José Henrique Brixius de Oliveira (foto abaixo) que o diga. Após o primeiro dia de estágio na Japan Tobacco International (JTI), o jovem de 22 anos recebeu a notícia que não precisaria voltar no dia seguinte. A mudança foi devido à pandemia, e assim, o trabalho presencial passaria a ser realizado em home office.

estagiário

“Essa é a minha primeira experiência trabalhando de casa. O que achei mais complicado foi o início, pois, como não conhecia as pessoas pessoalmente, tive que aprender suas formas de trabalhar e personalidades por meio de e-mails e reuniões virtuais”, analisa José, estudante de Engenharia Civil e estagiário da área de Melhoria Contínua da JTI.

Porém, com os recursos oferecidos pela empresa e as ferramentas virtuais para a realização do trabalho, ele tem conseguido se adaptar. “Com o tempo, fui pegando as rotinas do trabalho, entendendo o que e como precisava ser feito e aprendendo a me relacionar com os colegas. Os recursos que a empresa deu também ajudam muito na organização e execução de tarefas, além de todo apoio que meu gestor e o setor de Pessoas & Cultura me forneceu. Tenho aprendido bastante e desenvolvido novas habilidades”, ressalta. 

Para ele, o desafio do home office tem sido gerenciar o tempo. “Às vezes é complicado, pois além do trabalho tem as tarefas da casa, os cachorros latindo e isso acaba diminuindo a capacidade de  focar em uma tarefa por muito tempo. Porém, me sinto mais criativo trabalhando em um ambiente mais aconchegante”, afirma. E acrescenta que tem aproveitado para fazer cursos e formações disponibilizadas pela JTI aos colaboradores durante a pandemia. 

“Apesar das dificuldades e de todas as alterações que precisamos fazer, os estagiários que estão passando por esse momento estão desenvolvendo habilidades importantes. Saber gerenciar seu próprio tempo, trabalhar de casa, ter responsabilidade e autonomia são  requisitos cada vez mais necessários para os profissionais no mundo corporativo”, complementa Dotto.

Para ele, tanto a evolução de José quanto dos outros estagiários da organização durante o home office demonstram que as medidas adotadas têm conseguido contornar os desafios impostos pela pandemia. “Temos conseguido, mesmo de maneira remota, oferecer um ambiente que proporciona a aprendizagem necessária para esses jovens em formação. Isso é resultado de um trabalho coletivo tanto do setor de Pessoas & Cultura, como de todos os gestores que têm se empenhado muito nesse processo”, analisa.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?