Celso de Mello antecipa aposentadoria do STF

Ministro Celso de Mello – Secom/STF

O ministro do Superior Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, solicitou a antecipação da aposentadoria e deixará a corte no dia 13 de outubro. 

A aposentadoria compulsória já estava prevista para o dia 1o de novembro, quando o ministro completa 75 anos, idade máxima para servidores públicos na ativa. A decisão abre uma vaga no STF, e caberá a Jair Bolsonaro indicar um novo ministro, que antes da posse será sabatinado pelo Senado Federal.

Celso de Mello foi indicado ao STF pelo presidente José Sarney em 1989. Ele completará neste ano 50 anos no serviço público. Formado pela Universidade de São Paulo, o ministro chegou a ocupar cargo de consultor-geral da República.

Interferência na PF 

No dia 11 de setembro, Celso de Mello decidiu que o depoimento do presidente Bolsonaro deveria acontecer presencialmente. No entanto, o ministro Marco Aurélio acatou o recurso da Advocacia-Geral da União para que o depoimento seja feito por escrito. A questão deverá ser julgada entre os dias 2 e 9 de outubro.

Em maio, foi Celso de Mello foi o ministro que autorizou a divulgação na íntegra do vídeo da reunião ministerial, que traria a prova das acusações feitas por Sergio Moro.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?