Brasília completa 88 dias sem chuva.

Distrito Federal completa 88 dias sem chuva. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.

Reservatórios de água do Distrito Federal seguem cheios.

O tempo seco é comum na região Centro-Oeste, nesta época do ano. Nesta sexta-feira (14), o Distrito Federal completa 88 dias de estiagem e não há previsão de chuva para os próximos dias.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estiagem ocorre devido a uma massa de ar seco que se instala na área central do Brasil durante o inverno, impedindo a formação de nuvens de chuva. E sem chuva a umidade relativa do ar fica abaixo do ideal.

O Distrito Federal está em estado de alerta devido à baixa umidade relativa do ar. Para a Defesa Civil, o estado de alerta é emitido quando, por três dias seguidos, a umidade do ar se mantém entre 20% e 12%.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é a umidade ficar entre 50% e 80%. Por isso, médicos e especialistas alertam que neste período é necessário se hidratar regularmente, usar roupas leves, e evitar exposição ao sol nos horários mais quentes do dia.

Madrugada fria

Na próxima semana o frio dará uma trégua e as temperaturas começarão a subir. Nesta madrugada (14/08), o DF registrou mínima de 14ºC e até o final da tarde a máxima pode chegar aos 28ºC. O céu deve ficar claro com poucas nuvens, e com ventos de intensidade fraca/moderada.

Para os próximos dias a temperatura mínima deve chegar a 16ºC, com a máxima alcançando os 33ºC.

Reservatórios

Segundo monitoramento da Agência Reguladora de Águas (Adasa), nesta quinta-feira (13), o reservatório do Descoberto operava com 95% de sua capacidade. Na barragem de Santa Maria a situação é parecida, o reservatório opera há vários dias, com 98% da capacidade, demonstrando um comportamento praticamente estável.

Segundo a Adasa o consumo de água no Distrito Federal neste período da pandemia registrou uma queda de 0,3%, na comparação com o acumulado dos meses de março a junho do ano passado. Apesar do consumo da categoria residencial ter aumentado 4% nesse período, as demais categorias registraram redução igual ou superior a 20%.

A Adasa lembra que a água é fundamental na prevenção contra o coronavírus, mas recomenda o consumo racional e consciente neste período de estiagem.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?