fbpx

Setênios

Setênios
Imagem: Canva pró

Você sabia que a cada sete anos sua vida, corpo e relacionamentos mudam?

Sim,  sua vida dá saltos gigantes no períodos de sete anos. Seu corpo é totalmente renovado e regenerado durante esse período. Passamos por mudança física, por um desenvolvimento gradual do nosso comportamento psicológico, por diversos acontecimentos mundiais e também por uma evolução espiritual .

Este intervalo seria o tempo que levamos para ajustamentos fundamentais, revisões de atitudes, decisões importantes, mudanças radicais no estilo de vida, na profissão, no relacionamento e na própria vida. Intervalo importante para absorver todo o conhecimento de um ciclo e partirmos, então, para novos desafios.

O simbolismo do numero 7 (sete) está em todas as grandes religiões existentes e vale lembrar que ele é um número místico dotado de muito poder em quase todas as culturas conhecidas.

Vejam alguns exemplos do número sete nas grandes religiões existentes. No judaísmo, há os sete graus da Perfeição, os sete braços do candelabro sagrado. No cristianismo, esse número evoca entre outras coisas os sete dias da criação, os sete pecados capitais. No hinduísmo e no budismo, há menção dos sete raios do sol de Buda e os sete estados do Nirvana. O islamismo, se refere igualmente ao número 7, porque o Alcorão faz alusão aos sete céus, aos sete mares, às sete terras, às sete divisões do inferno, às sete portas do paraíso, às sete palavras da profissão de fé mulçumana, etc.

Na realidade não existe nenhuma tradição que não mencione, de uma forma ou de outra, o número sete e seu poder criador.

Em nossas vidas podemos notar o simbolismo do número sete em vários momentos, como por exemplo, o ritmo dos dias, uma semana é igual a 7 dias; os quatro períodos lunares comporta igualmente 7 dias; a escala musical é composta de 7 notas principais; são sete as cores do espectro solar; são 7 os planetas segundo a astrologia antiga e a alquimia (Marte, Saturno, Júpiter, Vênus, Mercúrio, Sol e Lua.

Para ver a vida sob esse viés, foi criada a teoria dos setênios, pelo filósofo austríaco Rudolf Steiner, à partir de um conceito maior chamado antroposofia como forma de ler e interpretar a vida.

A cada ciclo, passamos por etapas de reconhecimento e adaptação, aprendizagem e transformação, e desenvolvemos habilidades que nos preparam para o próximo ciclo.

Para ter uma noção inicial da teoria dos setênios veja abaixo as três grandes fases de profundas transformações:

  • FASE 1 -Período inicial da vida, de quando nascemos até por volta dos 21 anos. Quando estamos formando nosso corpo, nossa mentalidade e também buscando afirmar nossa identidade diante do mundo.
  • FASE 2 – Fase das grandes perguntas, entre 21 e 42, aprendemos a ser adultos, a fazer escolhas que vão além de nossos gostos pessoais e passamos a interagir em sociedade com todo conhecimento e experiência que fomos adquirindo nesse período.
  • FASE 3 – Depois, atingimos a maturidade, a partir dos 42 estamos dispostos a ouvir o mundo, estamos inclinados à experiência da espiritualidade e agimos com mais Sabedoria.

Agora que você já tem uma noção inicial, vamos ver mais de perto as oportunidades de crescimento que cada setênio oferece:

Setênios
Foto: Canva pró.

Dos 0 A 7 anos > É durante esse ciclo que a criança começa a se conhecer por meio dos relacionamentos mais próximos.

Dos 7 A 14 anos > Nesta fase a criança reage mais fortemente aos seus instintos e impulsos da personalidade que desperta, mas ainda estão muito conectados à opinião e aos ensinamentos do outro.

Dos 14 A 21 anos > É o ciclo em que se produzem as mudanças físicas mais espetaculares. Esta é a fase em que podem ocorrer os conflitos afetivos, pelo fato de estarem em busca de sua própria personalidade. Nesse ciclo, é preciso tentar  encontrar o nosso novo “eu” e grupos em que nos sintamos parte.

Dos 21 A 28 anos > Nesta fase aos fundamentos de caráter estão praticamente definidos e ele faz a sua entrada no mundo dos adultos, com todas as responsabilidades correspondentes. Nosso ëu¨ tenta se estabilizar. Começamos a viver a  liberdade idealizada na fase passada. Encontrar o nosso lugar no mundo é o principal objetivo.

Dos 28 A 35 anos > Nesse ciclo a pessoa atinge sua maturidade física, mental e emocional. Nesse período seu potencial de criação está em alta. Nesta fase temos a crise dos 30 anos, onde temos muitas cobranças. Isso geralmente acontece porque estamos em um ciclo que é um divisor de águas. Não somos mais jovens, mas também não estamos  completamente maduros ainda.

Dos 35 A 42 anos > É nesse ciclo que muitas pessoas se questionam mais profundamente, sobre sua vida terrena, sobre suas escolhas, seu passado…

Dos 42 A 49 anos > Normalmente, neste ciclo, boa parte dos nossos objetivos já foram alcançados – a construção da família e estabilização da carreira, por exemplo -, dando mais espaço para investirmos em nossa espiritualidade.

Dos 49 A 56 anos > Marcada pela aceitação de nós mesmos, este setênio tem como principal destaque a positividade. A segurança em relação ao nosso íntimo nos permite olhar os outros e ouvir o mundo. Sentimentos como ética, moral e preocupações universais com causas de natureza humanística são reforçadas. O valor simbólico das coisas também é despertado graças ao existencialismo.

Dos 56 A 62 anos > Não deixa de ser uma fase contraditória. Pois, ao mesmo tempo em que buscamos mudanças, tentamos resistir às modificações impostas pelo tempo.

 

Espero, de coração, que esse texto traga ideias práticas e inspiradoras para sua vida e que você entenda que, independentemente da fase em que esteja, nunca se esqueça que ela tem desafios, mas também coisas boas. Tudo faz parte de um constante desenvolvimento.

 

 

Leia outros artigos da autora aqui!

Siga Deigmar Faria no Instagram!

 

Anúncio Deig Final

Ler esta notícia me deixou:
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?