fbpx

Com apenas 16 meses de operação, startup se torna 11o ‘unicórnio’ brasileiro

O ano começou muito bem para o ecossistema empreendedor brasileiro, em especial para a Loft, empresa de compra e venda de imóveis, que recebeu um aporte de US$ 175 milhões dos fundos Andreessen Horowitz, Fitth Wall Ventures e Vulcan Capital. Com o investimento, a startup passou a ter valor estimado de 1 bilhão de dólares, assim, o país ganha mais um unicórnio, tendo 11 no total.

A Loft se define como uma plataforma digital que se utiliza da tecnologia para facilitar a venda e compra de imóveis. Na prática, a empresa faz a compra de apartamentos usados e os reforma com empreiteiros parceiros. Com as obras finalizadas, a startup revende os apartamentos por valores até 45% maiores que o preço original.

O aporte recebido deverá ser usado para a expansão da operação da empresa. Atualmente, a Loft atua apenas em São Paulo, mas, já no primeiro trimestre de 2020, planeja levar a operação para o Rio de Janeiro. Além do crescimento dentro do país, há um desejo de levar a startup para outros países na América Latina.

Outros Unicórnios
O termo é atribuído a empresas que batem o valor estimado em 1 bilhão de dólares, ou mais. O aquecido ecossistema de startups no Brasil, conta , agora, com 11 empresas unicórnios.

Na galeria de unicórnios brasileiros estão a 99, que foi comprada pela chinesa Didi Chuxing e o Nubank, avaliado em mais de 4 bilhões de dólares. As outras startups da lista são: Ebanx, Loggi, Stone, Pagseguro, Gympass. Quinto Andar e Wildlife.

Ler esta notícia me deixou:
shares
Open chat
Olá,
Agradecemos o seu contato! Como podemos te ajudar?